Macro: Relatório trimestral de Inflação

O Banco Central do Brasil divulgou no último dia 22 o relatório trimestral sobre a inflação. O consenso do mercado é de que não há um comprometimento com o ritmo que será usado para o corte da taxa de juros pelo BCB.

E agora?

Como falado acima, o Banco Central Brasileiro não deixou clara a intenção de continuar o ritmo de corte na taxa de juros ou abrandar o movimento. O nosso time acredita que a na próxima reunião do COPOM, em julho, haja um corte de 0,75% na taxa de juros, seguida por mais dois cortes de 0,50% em setembro e outubro. Porém, existe chances de um corte de 1% em julho, ao invés de 0,75%. A taxa Selic no fim do ciclo de ajuste deverá ser acomodada em 8,5% ao ano. Com relação a inflação, a meta de 2019 será estipulado pelo CMN na semana que vem, e acredita-se que o conselho opte por uma meta de 4,25% ao ano.

Deixe seu comentário 0