EUA: Mesmo com queda nas contratações, demanda por trabalho avança

Apesar das contratações nos EUA terem sofrido uma queda de 253 mil empregos, a abertura de vagas registrou um aumento na ordem de 259 mil novas ocupações em abril. A taxa de abertura de vagas atingiu o auge da série no período, subindo para 4,0% no mês. Por outro lado, a taxa de contratados recuou novamente, em 3,5% no mês, assim como as demissões voluntárias, de 2,1% no mesmo período.

Devemos destacar o reflexo destes dados no setor de serviços norte-americano, o qual teve alta de 12,5% no emprego e queda de 14,9% nas contratações, resultando também em declínio de 1,0% ao mês no Índice de Gestores de Compras (PMI) de maio. Mesmo com estas decorrências, a sondagem do Instituto de Gestão de Fornecedores (ISM), bem como outras pesquisas regionais do Federal Reserve (Fed), mostram um quadro de expansão do setor de serviços para o segundo trimestre.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário 0