EUA: confiança do consumidor recua no 2° Trimestre

O índice de confiança do consumidor recuou fortemente, segundo a Universidade de Michigan. O indicador estava estável nos dois últimos meses, em torno de 97,0 pontos e, contrariando a expectativa de manutenção nesses níveis, caiu para 94,5 pontos em junho.

Na carência da implementação de várias medidas anunciadas pelo governo Trump, entre eles o corte de impostos, reforma na saúde e o aumento de gastos públicos que poderiam resultar num crescimento mais forte, foram possíveis explicações para essa piora da confiança do consumidor, que em janeiro tinha alcançado o nível mais alto desde 2003. Apesar do elevado nível de emprego na economia americana, os salários mantêm um crescimento abaixo do período pré-crise de 2008 e a economia segue crescendo em ritmo lento. Por outro lado, os ativos financeiros relevantes para as famílias (preços das ações e dos imóveis residenciais) mantiveram a alta.

Deixe seu comentário 0