Brasil: IBC-Br de abril traz boa notícia para a atividade econômica

Os dados de atividade divulgados na última semana foram positivos. Em abril, as vendas no varejo no sentido ampliado (incluindo veículos e materiais de construção) avançaram 1,5% em comparação com o mês anterior, acima das expectativas de mercado, que antecipavam retração. Os avanços nas vendas em supermercados e de vestuário lideraram o forte resultado. No mesmo sentido, o setor de serviços avançou 1,0% em comparação com o mês anterior, após atingir o mínimo histórico em março. O resultado ficou bem próximo às expectativas do mercado, e foi impulsionado por transporte terrestre e TI/telecomunicações.

Fechando os números de atividade do mês, o IBC-BR, proxy mensal do PIB compilada pelo Banco Central, avançou 0.3% na comparação mensal – olhando para frente, esperamos que a produção industrial, a atividade de varejo e a produção de serviços avancem na margem em maio novamente, e nossa expectativa preliminar para o índice no mês é de novo avanço, de +0,8% versus abril. Em suma, os números de atividade de abril apoiam a noção de que uma recuperação gradual da economia está em andamento. Ainda assim, a deterioração do cenário político nas semanas recentes e a percepção de que parte do impulso do varejo se relaciona com saques das contas inativas do FGTS (e, portanto, têm efeito passageiro) sugerem que é recomendável cautela extra ao extrapolar esses resultados como uma nova tendência.

Deixe seu comentário 0