Boletim Semanal de 08 a 12/05 - Brasil e Mundo

Brasil

Inflação mantém viés de baixa

Mesmo com os principais Índices de Preço ao Consumidor (IPC-S e IPC-Fipe) demonstrando movimentos contrastantes, a inflação permanece em níveis baixos, com o acumulado de 12 meses em baixa, aos 4,17% ao ano, bem abaixo da medição final de março, de 4,55%. O IPC-S (semanal) encerrou abril em 0,12% ao mês, o menor nível nos últimos 10 anos. Já o IPC-Fipe (índice da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) encerrou abril em alta, em 0,61% ao mês, por conta do forte avanço da inflação de alimentos. Apesar do IPC-Fipe não ter captado o movimento de queda dos preços de energia do IPC-S, esse fator deve se refletir no fim deste mês de maio, no qual espera-se um destaque dos preços de habitação em ambos os indicadores.

Resultado da Produção Industrial de Março desaponta

A Produção Industrial do Brasil caiu 1,8% ao mês, em março, abaixo de nossa expectativa (-1,4%). Apesar do sólido impulso apresentado no final de 2016 (+ 2,4% ao mês em dezembro), a produção industrial não conseguiu manter a tendência de alta do início de 2017. O desempenho do setor decepcionou as expectativas do mercado nos últimos dois meses, e não há sinais de recuperação sólida ainda. Olhando para frente, o ciclo de cortes de juros em curso e a agenda de reformas trazida pelo Executivo são certamente positivos para as perspectivas de atividade econômica. Mas o cenário político ainda incerto e os desafios fiscais enfrentados pelo governo apontam na direção oposta.

Mundo

EUA: Produção industrial americana desacelera e Federal Reserve mantém meta de juros inalterada

De acordo com a sondagem industrial realizada pelo ISM (Institute for Supply Management), o índice de manufatura recuou para 54,8 pontos em abril, abaixo da expectativa de mercado de 56,5. As principais contribuições negativas vieram dos indicadores de novas encomendas, que recuou para 57,5 pontos (ante 64,5) e de emprego, que recuou para 52,0 pontos (ante 58,9). Por outro lado, o indicador de encomendas para exportação avançou, refletindo a aceleração da demanda global. Apesar da desaceleração de abril, o nível do ISM é consistente com um crescimento do PIB acima de 2%. Outro destaque da semana foi a decisão do Fed em manter a taxa de juros inalterada, entre 0.75% e 1.00%. O comunicado deixou a porta aberta para uma alta de juros na próxima reunião (junho).

França: Macron vence disputa pela presidência

Emmanuel Macron foi eleito presidente da França, com 66% dos votos, enquanto Marine Le Pen obteve 34%. O desafio imediato para o novo presidente é obter maioria nas eleições legislativas de junho, para o Parlamento francês, com um partido recém-criado (Em Marcha!). Em seu discurso, Macron convidou progressistas e reformadores do Partido Socialista e Republicano, os dois partidos tradicionais da França, a se juntarem ao seu esforço e assim, compor uma maioria parlamentar. Dentre os próximos desafios de Macron estão, lidar com uma França dividida e reforçar as políticas pró União Européia.

Deixe seu comentário 0