Procurando investimentos para blindar suas aplicações da inflação e fazer seu dinheiro crescer de forma sustentável no longo prazo? Então é hora de conhecer o Tesouro IPCA, um dos tipos de títulos oferecidos pelo Tesouro Direto, a plataforma de negociação de ativos do Tesouro Nacional.

O Tesouro IPCA é uma família de títulos de renda fixa que paga um juro anual acrescido da variação da inflação oficial do país.

Com ele, ao manter o investimento até o prazo de vencimentos, você tem a certeza do rendimento real, aquele que ultrapassa o Índice de Preços ao Consumidor Amplo.

Ficou interessado? Confira os principais tópicos deste artigo:

  • Quanto rende o Tesouro IPCA?
  • Qual é a relação entre a Selic e a rentabilidade dos títulos do Tesouro?
  • Qual é a tributação desse investimento?
  • Quais são as taxas envolvidas?
  • Como fazer uma aplicação?
  • Qual é o valor mínimo do investimento?
  • O Tesouro IPCA pode se desvalorizar?
  • É possível vender os títulos antes do vencimento?
  • É uma aplicação segura?
  • Em que cenário ele vale a pena?
  • Como calcular o ganho real que você terá com o investimento?
  • Existem fundos de investimento que oferecem maior facilidade para aplicações em títulos do Tesouro IPCA?

O que é o Tesouro IPCA?

 

O Tesouro IPCA é um tipo de título oferecido pelo Tesouro Direto, um programa de negociação de ativos públicos do Governo Federal. Com essa aplicação, o investidor pode se proteger da inflação e projetar valorizações de longo prazo com total segurança.

A principal característica a ser mencionada é o rendimento atrelado ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que se trata de uma pesquisa da elevação da média dos preços, considerada a inflação oficial do Brasil.

Assim, ao colocar seu dinheiro em um título do Tesouro IPCA, você não sabe exatamente quanto terá no vencimento.

Mas terá uma noção bem importante: mantendo a aplicação até o vencimento do título, ele vai se valorizar com um juro definido na contratação acrescido da variação total do IPCA no período.

Dessa forma, fica fácil calcular qual será o seu rendimento líquido, que poderá ser projetado após o desconto do Imposto de Renda, de 22,5% a 15% (de acordo com o tempo de aplicação) e as taxas (sobre as quais falaremos em detalhes mais à frente).

Essa perspectiva real de valorização facilita uma programação periódica de investimentos.

Você pode, por exemplo, definir um valor exato ou um percentual fixo do seu salário para investir mensalmente nesse tipo de título e assim conquistar uma aposentadoria mais confortável.

Nesse sentido, vale mencionar que os títulos do Governo Federal são o investimento mais seguro que existe no Brasil.

Isso porque o sistema financeiro todo depende do Banco Central e do Governo, já que boa parte da dívida está atrelada, de alguma forma, a títulos federais.

Assim, se você sofrer um calote do Tesouro Direto, é porque provavelmente o sistema inteiro entrou em colapso.

A seguir, vamos conhecer em detalhes esse título e como você pode dar seus primeiros passos nesse tipo de investimento em renda fixa.

Características

 

Veja quais são as principais características dos títulos Tesouro IPCA:

  • A remuneração pode ocorrer apenas no resgate ou a cada seis meses, dependendo do título
  • O Tesouro IPCA tem incidência de Imposto de Renda conforme o tempo de aplicação, de menos de 180 dias (22,5%) a mais de 720 dias (15%)
  • O investimento no Tesouro Direto acarreta uma cobrança anual de 0,3% de custódia para a BM&F Bovespa (referente ao valor total da aplicação)
  • Há corretoras e bancos que cobram outras taxas além dessa mencionada acima para investimentos em Tesouro Direto. Importante: o BTG Pactual digital não cobra taxa de administração!
  • O Tesouro IPCA tem um rendimento de um percentual fixo mais a variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo no período
  • O Tesouro IPCA, mantido até o vencimento do título, é uma boa forma de se proteger da inflação ao manter a valorização atrelada a esse aumento dos preços da economia
  • A cada dia, os rendimentos dos títulos Tesouro IPCA são atualizados no site do Tesouro Direto
  • diferentes vencimentos para esses títulos
  • A liquidez dos títulos é diária, já que o Banco Central se compromete a comprar qualquer um desses papéis antes do vencimento
  • O Tesouro IPCA pode sofrer variação em seu valor ao longo do tempo, mas é possível carregá-lo até o fim para garantir a exata valorização prometida
  • Dependendo dos rumos da economia (por exemplo, alteração de tendência da Selic), os títulos podem sofrer oscilação de valor de mercado para negociação antes do vencimento (inclusive representando perda no poder de compra).

Rentabilidade do Tesouro IPCA+ (NTNB Princ)

A rentabilidade do Tesouro IPCA + (NTNB Princ) é definida em um percentual de juros mais a variação do IPCA do período. A remuneração e o desconto do Imposto de Renda ocorrem apenas no vencimento.

Rentabilidade do Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTNB)

A rentabilidade do Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais também é definida com um juro anual mais a variação do IPCA do período. A diferença está em sua remuneração, que oferece pagamentos a cada semestre (com incidência do Imposto de Renda a cada seis meses e impacto no rendimento líquido).

Confira: títulos atualizados do Tesouro Direto

Como investir em Tesouro IPCA?

 

Para investir em Tesouro Direto, você deve antes se cadastrar em uma corretora ou banco de investimento. Com esse cadastro, você ganhará um acesso ao sistema do Tesouro. Dependendo da instituição escolhida, através do próprio site onde fez seu cadastro, poderá negociar os títulos e obter os dados mais atualizados de cada papel. Esse é o caso de quem investe em títulos do Tesouro por meio do BTG Pactual digital!

O ideal é abrir a conta em uma instituição financeira sólida, de confiança, com taxas atraentes, que não cobre para que você invista em Tesouro Direto e ainda ofereça toda a assistência para que seus primeiros passos no universo da renda fixa sejam bastante valorizados.

Esse é o caso do BTG Pactual digital.

Além dessas facilidades, o banco de investimentos oferece alguns fundos da Família Tesouro, que podem ser bastante interessantes e sobre os quais falaremos mais abaixo.

Venda antecipada

É importante ressaltar que a venda antecipada de seus títulos Tesouro IPCA podem acarretar valorização ou desvalorização, já que a marcação a mercado acarreta uma precificação diária de quanto vale o papel.

Essa flutuação ocorre devido ao movimento natural da economia: uma curva na expectativa da trajetória da Selic já altera a rota dos rendimentos.

Se você levar o título até a sua data final, ele oferecerá exatamente a remuneração prometida, sem surpresas.

Para trazer o valor de um título até o presente (ou seja, quanto ele vale hoje se você decidir negociá-lo), use a calculadora oferecida pela Cetip. Basta escolher o título, a taxa da compra e a data.

Com ela, você pode determinar se vale a pena vender seu título antes do prazo.

Para evitar esses problemas de possíveis desvalorizações do título, é interessante que, se você estiver iniciando no mercado financeiro, tenha preferência pelos títulos Tesouro Selic, que têm oscilação menor, ou carregue os títulos até o vencimento.

Tesouro IPCA ou Selic?

 

Para escolher entre os títulos Tesouro IPCA e Tesouro Selic, é importante ficar atento ao tópico anterior, sobre a venda antecipada dos papéis. Isso porque o título regido pela Selic tem menor flutuação e garante rendimento mesmo em negociação antes do vencimento.

Ou seja, se você está dando seus primeiros passos em títulos do Tesouro e não sabe se vai poder segurar o papel até o vencimento, é aconselhável optar pelo Tesouro Selic, que poderá ser negociado com maior tranquilidade a qualquer momento.

Por outro lado, há muitos casos em que os títulos do Tesouro IPCA podem oferecer maior rentabilidade, por garantirem um juro básico e mais a variação do IPCA, que garante um retorno real mais previsível, caso seja mantido até o vencimento do título.

IOF

O IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) é um tributo que você quer evitar. Ele segue uma tabela bastante agressiva, de acordo com o tempo de aplicação, de um a 29 dias.

Por isso, a menos que você esteja seguindo uma estratégia específica que o oriente em sentido contrário, não resgate seu dinheiro em renda fixa antes de 30 dias. Esse alerta vale para o Tesouro Direto.

Veja o porquê na tabela que apresenta as alíquotas de IOF conforme o tempo de aplicação:

Dias Após AplicaçãoIOF (em %)Dias Após AplicaçãoIOF (em %)
1550%300%
1
96%1646%
293%1743%
390%1840%
486%1936%
583%2033%
680%2130%
776%2226%
873%2323%
970%2420%
1066%2516%
1163%2613%
1260%2710%
1356%286%
1453%293%

Esse é um lembrete de que as aplicações se beneficiam de prazos mais longos, especialmente no que se refere aos tributos.

A seguir, vamos entender onde entra o Imposto de Renda nessa história.

Imposto de Renda

 

O Imposto de Renda do Tesouro Direto e dos títulos Tesouro IPCA seguem a tabela de renda fixa, cuja alíquota se reduz ao longo do tempo, de 22,5% (menos de 180 dias) a 15% (mais de 720 dias).

Confira abaixo a tabela do Imposto de Renda:

Prazo de AplicaçãoAlíquota IR
Acima de 720 dias15%
Até 180 dias22,5%
De 181 a 360 dias20%
De 361 a 720 dias17,5%

Viu? Se você esperar mais de dois anos, a alíquota cai o seu menor valor, de 15%. Já aplicações inferiores a seis meses são taxadas em 22,5%.

Ao fazer as contas, não esqueça que o IR incide apenas sobre o rendimento, e não sobre toda a aplicação, ok?

A seguir, vamos entender quais são as taxas cobradas para a aplicação no Tesouro Direto. Com essa informação, você terá todos os dados para calcular seu rendimento líquido com o Tesouro IPCA.

Taxas

A principal taxa envolvida no Tesouro Direto é a taxa de custódia, cobrada pela BM&F Bovespa que é de 0,3% ao ano sobre o valor total do investimento. Algumas instituições ainda cobram uma taxa de administração para a manutenção desse título.

No  BTG Pactual digital não há cobrança de taxas adicionais para que você invista em Tesouro Direto e desfrute dos benefícios de longo prazo e segurança do Tesouro IPCA.

Fundos de investimento da família Tesouro no BTG Pactual digital

 

Uma forma muito prática de investir em Tesouro Direto, com alta liquidez e sem a oscilação das vendas antecipadas dos títulos, é utilizar os fundos da família Tesouro oferecidos pelo BTG Pactual digital.

Esses fundos de investimentos aplicam recursos dos cotistas em títulos do Tesouro com variados vencimentos e rendimentos, com o objetivo de obter o melhor retorno para cada perfil de investidor.

Um dos diferenciais é que, em vez de pagar uma taxa de custódia anual de 0,3% no Tesouro Direto, você paga uma taxa de administração anual de 0,2% nesses fundos.

Existem quatro fundos dessa família: o IPCA Curto, o IPCA Longo, o IPCA Geral e o Tesouro Selic. Vamos conhecê-los em detalhes abaixo:

IPCA Curto

O fundo IPCA Curto destina-se a receber aplicações de recursos provenientes de investidores em geral, que busquem performance referenciada ao IPCA. É uma maneira acessível e prática de obter rendimentos protegidos da inflação e com alta liquidez.

Liquidez financeira: D+1 (em um dia útil).

Investimento mínimo: R$ 3.000,00.

IPCA Longo

O fundo IPCA Longo destina-se a receber aplicações de recursos provenientes de investidores em geral que busquem performance diferenciada e entendam a natureza e a extensão dos riscos inerentes às aplicações no mercado financeiro e de capitais. Esse fundo mira a superação do índice IMA-B5+ e coloca a maior parte dos recursos dos cotistas em títulos Tesouro IPCA com prazo superiores a cinco anos. Ele oferece a rentabilidade do Tesouro atrelada ao IPCA e serve para quem busca se blindar da inflação no longo prazo.

Liquidez financeira: D+2 (em dois dias úteis).

Investimento mínimo: R$ 3.000,00.

IPCA Geral

O fundo IPCA Geral busca destina-se a receber aplicações de recursos provenientes de investidores pessoa física em geral e tem como objetivo proporcionar rentabilidade superior ao índice IMA-B. A alocação dos recursos se destina prioritariamente a títulos Tesouro IPCA com prazos variados. Serve para quem busca se proteger da inflação e alcançar rendimentos reais interessantes.

Liquidez financeira: D+2 (em dois dias úteis).

Investimento mínimo: R$ 3.000,00.

Tesouro Selic

O fundo Tesouro Selic aplica em títulos Tesouro Selic, ou seja, na taxa de juros definida pelo Banco Central. É o mais indicado para o perfil conservador.

Liquidez financeira: D+0 (no mesmo dia).

Investimento mínimo: R$ 3.000,00.

É importante lembrar que o recolhimento do Imposto de Renda se dá de forma diferente em fundos de investimento.

Por aqui, há a incidência de um elemento do “come-cotas”, que é a antecipação do recolhimento do IR a cada semestre.

Assim, há o pagamento da alíquota mínima, de 15% sobre o rendimento, no fim de maio e no fim de novembro.

Dessa forma, você deve lembrar que o rendimento retirado por esse recolhimento deixa de ficar se valorizando até o resgate. Em alguns casos, esse fator prejudica a rentabilidade final.

Por outro lado, é essencial notar que os fundos de investimentos oferecem facilidades que podem compensar o come-cotas.

Especialmente se você não tem grandes conhecimentos sobre o mercado, negociar títulos sem entender seus detalhes e sem uma capacidade financeira adequada, é possível que você venda seus títulos por um preço mais baixo antes do vencimento.

Essa situação não ocorre nos fundos, dos quais você pode retirar o dinheiro com bastante agilidade.

Conclusão

 

Como vimos, o Tesouro IPCA é um título para quem busca garantir um retorno interessante no longo prazo com proteção total da inflação e segurança completa.

Em termos de risco de crédito, o Tesouro Direto é a aplicação mais segura do Brasil. Ele não conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos, mas tem a proteção do Tesouro Nacional!

Por essa segurança e pelo viés de blindagem contra a inflação, o Tesouro IPCA se torna uma opção bem atraente para quem mira um horizonte que contemple uma aposentadoria mais tranquila, desde que você aguarde o vencimento do título e não precise vendê-lo antes do vencimento.

É possível estabelecer um valor mensal para investir e então se disciplinar para aplicar essa parcela do seu salário ou de seus rendimentos em frações ou títulos.

Assim, de forma gradual, você constrói um patrimônio à prova do tempo e dos efeitos terríveis da inflação, que corrói os ganhos da poupança e de outras aplicações menos eficientes.

E para começar a investir, não é preciso muito. Há títulos do Tesouro Direto disponíveis a partir de, aproximadamente, R$ 30,00.

Para se cadastrar no BTG Pactual digital, você não precisa nem sair de casa. É tudo digital mesmo.

Você faz o cadastro, envia alguns documentos, preenche um questionário e aguarda um retorno de nossa equipe, que irá confirmar a abertura da sua conta. Depois disso, descobre seu perfil de investidor e tem acesso a um time de profissionais que vão auxiliá-lo a dar seus primeiros passos no universo de renda fixa.

No BTG Pactual digital, você não paga taxas extras para aplicar no Tesouro Direto.

E ainda tem a opção de investir de forma prática em fundos de investimento da família Tesouro, que oferecem menor flutuação, custo enxuto e alta liquidez.

Gostou das dicas sobre o Tesouro IPCA? Compartilhe.

Deixe seu comentário 0

Posts relacionados

Você está a um passo para investir com mais segurança e tranquilidade.
Crie sua conta agora


Preencha com seu nome

Preencha com seu e-mail

Preencha com seu telefone

Está com dúvidas? Entre em contato com a gente!

ENTRE EM CONTATO

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima