Investimentos

Rendimento da Previdência Privada: entenda como funciona

O rendimento da previdência privada pode ser um fator muito importante na construção de uma aposentadoria.

Ele pode ser a diferença entre se aposentar cedo, com um bom patrimônio, ou mais tarde, com menos do que poderia.

Essa é uma aplicação de longo prazo. Então, não deixe de analisar outros fatores importantes além do rendimento da previdência privada, como a taxa de carregamento e taxa de administração.

A previdência privada pode ser uma ótima escolha para investidores que querem se aposentar com qualidade. Com ela, você pode pagar menos impostos e ainda utilizá-la como instrumento de sucessão.

Assim, a previdência privada é uma alternativa interessante para quem não quer depender apenas da Previdência Social.

Mas será que é sempre uma boa aplicação?

E como investir para obter o máximo rendimento?

Essas e outras questões serão tratadas neste artigo:

  • Rentabilidades da previdência privada
  • Quando a previdência privada vale a pena
  • Tributação da previdência privada
  • Onde encontrar a melhor previdência privada.

Ficou interessado? Então, siga a leitura.

O que é previdência privada?

Rendimento da Previdência Privada

A previdência privada é uma aplicação voltada para o longo prazo. Ao contrário do que algumas pessoas imaginam, ela não precisa ser um investimento conservador.

Caso o investidor tenha um horizonte de investimento longo, ele pode se expor a uma parcela de risco.

O investimento é uma boa opção para qualquer perfil. Mesmo para os mais arrojados, caso queiram aproveitar o diferimento de imposto possibilitado no PGBL ou a alíquota de 10% no regime regressivo.

Existem duas modalidades de previdência privada: o Plano Gerador de Benefício livre (PGBL) e a Vida Gerador de Benefício livre (VGBL).

Eles se diferenciam de outros investimentos por unir benefícios de uma aplicação financeira com algumas vantagens fiscais asseguradas por lei para o longo prazo.

O PGBL é considerado mais adequado para clientes com renda tributável e que declaram o Imposto de Renda no formulário completo, já que permite a dedução das contribuições até
12% da renda bruta anual.

Aqui o imposto recai sobre o total acumulado no plano.

Por outro lado, o VGBL é recomendado para investidores que declaram Imposto de Renda no formulário simplificado ou para quem já atingiu os 12% num plano PGBL.

Nesse tipo de aplicação, o imposto recai sobre os rendimentos, e não sobre o principal aplicado.

Antes de aplicar em previdência privada, é recomendado possuir uma reserva de emergência voltada para o curtíssimo prazo. Ela deve equivaler a pelo menos 6 vezes o seu custo mensal e pode ser constituída de Tesouro Direto.

Os fundos de Previdência do BTG possuem uma ótima liquidez. Por exemplo, o BTG Prev Conservador paga o resgate em D+1. Importante lembrar que há uma carência de 60 dias para realizar um novo resgate.

A questão aqui é que, dependendo do regime tributário, ao realizar um resgate do curto prazo, a alíquota cobrada de imposto pode ser maior. Então, como em todo investimento de longo prazo, aplique com a intenção de resgatar em um horizonte de tempo maior.

Também é preciso alertar para todos os custos: além da taxa de administração e dos impostos, pode haver taxas de carregamento, que reduzem de forma significativa os ganhos dos clientes.

No BTG Pactual digital, no entanto, não há taxa de carregamento na entrada ou na saída do recurso.

Como funciona o rendimento da previdência privada?

Rendimento da Previdência Privada

O rendimento da previdência privada varia conforme a modalidade escolhida.

De modo geral, as alternativas disponíveis no mercado acompanham o valor do CDI, o Certificado de Depósito Interbancário.

Essa taxa é usada como base para as remunerações. É importante destacar que, desde a data de lançamento até novembro de 2017, todos os fundos do BTG Pactual digital apresentam rentabilidade superior ao CDI.

Uma pesquisa de 2016 da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima), mostrou que nos cinco anos anteriores somente 11% dos fundos de previdência conseguiram valores acima da taxa do CDI.

Por isso, pesquisar entre diversos bancos e seguradoras é parte essencial no trabalho de contratar um plano.

No BTG Pactual digital, por exemplo, você pode escolher entre cinco fundos para a aplicação dos valores:

  • BTG Pactual Previdência Conservador: busca superar o CDI, tem taxa de administração de 0,75% ao ano
  • BTG Pactual Previdência IMA-B: Investe em títulos públicos indexados à inflação com diversos vencimentos e tem taxa de administração de 0,5% ao ano
  • BTG Pactual Tesouro IPCA Longo Prev: Investe em títulos públicos indexados à inflação com vencimentos mais longos em tem taxa de administração de 0,75% ao ano
  • BTG Pactual Previdência com Renda Variável: trata-se de um fundo multimercado que busca alocações em renda fixa, juros e renda variável e tem taxa de administração de 1,85% ao ano.
  • VINCI Equilíbrio BTG Previdência FI Mult: Investe em ações que pagam dividendos e em títulos públicos e tem taxa de administração de 2,06% ao ano.

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL)

O PGBL é um plano de previdência privada que se encaixa mais no perfil daqueles investidores com renda tributável e que declaram o Imposto de Renda no formulário completo, ou seja, que possuem muitos gastos que podem ser abatidos como educação privada, saúde particular e outros.

Esta modalidade permite a dedução das contribuições de até 12% da renda bruta anual tributável.

Uma das características comuns aos planos é a agilidade para receber o benefício, uma vez que os recursos não são incluídos no inventário em caso de morte.

A possibilidade postergar o pagamento de impostos para o momento do resgate do recurso é outra vantagem para o investidor.

Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL)

O Vida Gerador de Benefício Livre é uma modalidade de plano de previdência que não pode ser abatida do Imposto de Renda.

É uma opção para os contribuintes que declaram o Imposto de Renda no modelo simplificado, para profissionais autônomos que não possuem recolhimento na fonte ou para quem busca aplicar um percentual maior do que 12% da renda anual na previdência.

Nesta modalidade, a tributação incide sobre os lucros, e não sobre o principal aplicado.

Tipo de renda para aposentadoria

Rendimento da Previdência Privada

Depois de escolher o fundo que mais se encaixa no seu perfil, considerando também seu rendimento, você deve decidir o tipo de renda e idade para a aposentadoria.

No BTG Pactual digital, você pode decidir entre dois tipos de remuneração:

  • Renda vitalícia: paga pela seguradora após a idade de aposentadoria até o falecimento do titular do plano
  • Renda por prazo certo: renda mensal que será paga pela seguradora após a idade de aposentadoria por 5, 10 ou 20 anos, independente de morte ou invalidez total do participante.

Vantagens da previdência privada

Rendimento da Previdência Privada

Existem diversas vantagens para quem busca aplicar em previdência privada. Descubra algumas delas:

  • Benefício fiscal em caso de declaração pelo formulário completo do Imposto de Renda, o PGBL permite a dedução das contribuições até 12% da renda bruta anual
  • Cultura do longo prazo: planos de previdência privada estão entre os que melhor incentivam a cultura de pensar no futuro e na economia mensal
  • Portabilidade do plano de previdência para outras instituições: caso o cliente tenha se arrependido do banco ou seguradora escolhida para a aplicação, ele pode levar esse plano para outra instituição financeira, sem qualquer custo. Normalmente esse movimento está ligado a diferenças nas taxas de carregamento e administração, uma vez que o regime tributário não terá alterações
  • Sem taxa de carregamento: uma vantagem da previdência privada do BTG Pactual digital é que não cobramos taxa de carregamento, o que favorece a rentabilidade líquida dos planos.
  • Opções de Resgate e Renda: ao final do período determinado para a aplicação, a forma de resgate pode ser escolhida pelo investidor. O resgate pode ser do valor total ou parcial. O participante também pode optar por receber pagamentos mensais de forma de renda vitalícia ou por prazo certo.

Como o Imposto de Renda afeta o rendimento

Rendimento da Previdência Privada

Entre os diferenciais dos planos de previdência privada está a possibilidade de o investidor escolher qual será a forma de cobrança do Imposto de Renda. As alternativas disponíveis são a tabela progressiva ou a tabela regressiva. Abaixo, vamos conhecê-las em detalhes.

Tabela progressiva

Em 2017, os valores vigentes da tabela progressiva do Imposto de Renda foram:

R$/MÊSALÍQUOTA IR
Até 1.903,98Isento
De 1.903,99 até 2.826,657,5%
De 2.826,66 até 3.751,0515%
De 3.751,06 até 4.664,6822,5%
Acima de 4.664,6827,5

Tabela regressiva

Já a tabela regressiva para os planos de previdência privada está fixada em:

PRAZO DE INVESTIMENTOALÍQUOTA IR
Acima de 10 anos10%
Até 2 anos35%
2 a 4 anos30%
4 a 6 anos25%
6 a 8 anos20%
8 a 10 anos15%

Imposto de Renda em outros investimentos

Na renda fixa, a maioria das aplicações (como o CDB e o Tesouro Direto) segue a tabela abaixo:

Prazo de AplicaçãoAlíquota IR
Acima de 720 dias15%
Até 180 dias22,5%
De 181 a 360 dias20%
De 361 a 720 dias17,5%

Essas tabelas de tributação, somadas às taxas de rentabilidade, são essenciais na análise do investimento para a escolha da modalidade que mais se encaixe nos objetivos do investidor.

Taxas

Rendimento da Previdência Privada

As taxas dos planos de previdência são elevadas em muitos casos, o que lhes tira parte da atratividade.

Há algumas instituições, por exemplo, que cobram taxa de carregamento além da taxa de administração. Confira mais detalhes abaixo:

Taxa de Carregamento

Além da taxa de administração, muitas instituições financeiras cobram dos investidores uma taxa de carregamento.

Ela cumpre com a função de cobrir os custos que a instituição tem ao administrar o plano e incide sobre contribuições feitas pelo cliente.

Por exemplo, se a taxa de carregamento do plano for de 1%, isso significa que a cada R$ 100 investidos, apenas R$ 99 serão destinados ao investimento. O R$ 1 restante servirá para arcar com o custo da aplicação.

O percentual cobrado na taxa de carregamento é um dos principais pontos a serem observados pelos clientes ao contratar um plano de previdência privada.

No BTG Pactual digital, por exemplo, não há taxa de carregamento.

Taxa de administração

Rendimento da Previdência Privada

Todos os fundos de previdência privada cobram uma taxa de administração, assim como outros fundos de investimento.

Esse valor é um percentual sobre o saldo ou reserva total e é cobrado anualmente.

No BTG Pactual digital, por exemplo, as taxas de administração partem de 0,5% ao mês. Antes de aplicar, leia todos os regulamentos e demais informações de cada um dos fundos para consultar todas as informações e taxas.

Resgate

A taxa de resgate pode ser cobrada pela instituição financeira no momento do resgate dos recursos e incide sobre o total investido, em um percentual definido no momento da contratação. No BTG Pactual digital essa taxa não é cobrada.

Tesouro Direto pode auxiliar na aposentadoria

Outro investimento que pode ser levado em consideração por quem busca o longo prazo e a segurança é o Tesouro Direto, o programa de investimento que permite a aplicação em títulos do Tesouro Nacional.

Essa plataforma oferece títulos de longo prazo, que são garantidos pelo Governo Federal.

Nesses papéis, você pode escolher entre rentabilidades prefixadas (juros fixo anual), pós-fixadas (vinculadas à Selic) e híbridas (com juros fixo anual mais o pagamento da variação da inflação).

Esse último rendimento, atrelado ao IPCA, serve muito bem ao propósito de oferecer ganho real, acima da inflação, já que garante um retorno fixo de juros além do aumento de preços no período.

Mas, no longo prazo, superior a 10 anos, perde no quesito tributação para a tabela regressiva da previdência privada.

Invista em previdência privada com o BTG Pactual digital

Rendimento da Previdência Privada

Se você está pensando em fazer uma previdência privada, o melhor caminho é encontrar uma instituição sólida e segura como o BTG Pactual digital.

Nela, você vai encontrar não apenas os melhores fundos de previdência privada, mas também excelentes opções de investimentos em renda fixa, que podem compor um portfólio de longo prazo.

Veja como é fácil abrir uma conta:

  1. Cadastro sem sair de casa: Basta acessar o site do BTG Pactual digital, preencher alguns dados e enviar comprovante de residência, foto do RG e uma selfie. Depois disso, aguarde um retorno por e-mail para confirmar a abertura da conta.
  2. Descubra seu perfil de investidor: responda a um pequeno questionário para desvendar sua tolerância ao risco e o tipo de investimento que mais combina com você.
  3. Transfira o dinheiro: Envie o dinheiro de sua conta bancária para sua nova conta do BTG Pactual digital.
  4. Consulte um dos assessores de investimento: você terá o auxílio de um assessor de investimento que o orientará passo a passo em suas aplicações.
  5. Acompanhe os investimentos: por meio do site do aplicativo, você pode consultar a qualquer momento suas posições e rendimentos.
  6. Tenha acesso a relatórios personalizados: periodicamente, você vai ter acesso a relatórios completos com todos os resultados de suas aplicações

Conclusão

Rendimento da Previdência Privada

Como vimos, o rendimento da previdência privada depende muito dos custos envolvidos, da tributação e da performance da gestora de recursos.

Por isso, se você pensa em fazer esse tipo de investimento, verifique com atenção todas as taxas cobradas e analise o tipo de tabela do Imposto de Renda à qual você terá que se submeter.

Nessa hora, vale lembrar que o BTG Pactual digital não cobra taxa de carregamento, que normalmente incide em cada investimento feito na aplicação.

Além disso, o BTG Pactual digital permite que você escolha até cinco fundos de investimento diferentes para aplicar seus recursos.

Nessa jornada de longo prazo, não esqueça de compor sua carteira de investimentos com outras aplicações seguras e rentáveis, que podem incluir CDBs, LCIs/LCAs, títulos do Tesouro Direto e fundos de investimento do Tesouro Direto, sempre levando em conta o seu perfil de investidor.

E para sua reserva imediata, mantenha sempre um colchão de liquidez, aquela parcela de investimentos que serve para cobrir emergências.

Nele, mantenha valores equivalentes a seis meses do seu custo de vida, em aplicações como fundos DI, Tesouro Selic e CDBs com liquidez diária.

Gostou das dicas e entendeu melhor como funciona o rendimento da previdência privada? Compartilhe.

Deixe seu comentário 2

    1. Olá!

      O valor mínimo para investir em previdência no BTG Pactual digital é de R$ 10 mil.

      Muito obrigado!

Você está a um passo para investir com mais segurança e tranquilidade.
Crie sua conta agora


Preencha com seu nome

Preencha com seu e-mail

Preencha com seu telefone

Está com dúvidas? Entre em contato com a gente!

ENTRE EM CONTATO

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima