Renda Variável

RLP (Retail Liquidity Provider): o que é e como funciona?

A oferta RLP é uma forma relativamente recente de negociação na bolsa de valores. Ela começou a ser realizada no Brasil em agosto de 2019 e passa por um período de teste de um ano, no qual são avaliados os efeitos dela para os investidores e instituições.

Por ser algo recente e não tão popular, muitos investidores e especuladores ainda não conhecem a ferramenta e não sabem como ela funciona. Apesar de ser nova no Brasil, o RLP já é presente em outros países — a bolsa de Nova Iorque, por exemplo, o utiliza desde 2012.

Antes de saber mais sobre o que é RLP, não deixe de se inscrever em nossa newsletter no formulário abaixo. Assim, você recebe conteúdos exclusivos e de alta qualidade diretamente em seu e-mail.


Que tal conhecer as vantagens que o RLP pode trazer para as suas movimentações na renda variável? Continue a leitura e descubra o que é e como funciona o RLP!

O que é RLP?

Como você notou no título deste artigo, a sigla RLP se refere a um termo em inglês: Retail Liquidity Provider. Em português, ele pode ser entendido como provedor de liquidez para o varejo — fazendo referência a uma de suas características principais.

A novidade gerada por ele é a possibilidade dos bancos de investimentos atuarem como contraparte em negociações de compra e venda na bolsa. Ou seja, eles podem realizar a compra ou a venda na renda variável, trazendo mais liquidez para os clientes.

No período de teste, o RLP é aplicado apenas para derivativos. Mais especificamente, minicontratos futuros de índice e de dólar. Antes de virar uma possibilidade real, o tema passou por uma consulta pública realizada pela B3 no mês de dezembro de 2018.

O cliente que solicita a oferta RLP permite que o banco de investimento garanta ordens de execução a preços iguais ou melhores do que os apresentados pelo book de ofertas. O valor não fica disponível no mercado antes da negociação.

A ideia é facilitar que as ordens a mercado sejam executadas em melhores condições, trazendo mais liquidez para os clientes e evitando também o fracionamento. Ou seja, pode ficar mais fácil e rápido realizar negociações a preços competitivos.

No vídeo abaixo, nosso analista Lucas Claro, explica um pouco mais sobre o que é RLP.

Como funciona o RLP?

Como mostrado, o objetivo do Retail Liquidity Provider ou RLP é dinamizar o mercado – aumentando ainda mais a liquidez com a qual os investidores e especuladores podem contar. Em outros países, ele já se aplica a diversos ativos e derivativos.

Então, embora tenha começado de forma restrita em minicontratos futuros, pode haver a possibilidade de o RLP ser ampliado no Brasil. O funcionamento dela visa agregar à rotina das pessoas que enfrentam dificuldades para negociar derivativos a um preço único.

Quando dependem do book de ofertas, muitas vezes acontece de precisar fracionar a liquidação da sua ordem de compra ou venda. Assim, uma quantidade é negociada a determinado preço e outra parte tem valor diferente.

Com o RLP o próprio banco de investimentos pode participar da negociação. Logo, é possível que ele faça uma oferta de preço único, evitando fracionar sua ordem e trazendo liquidez para os clientes a partir da própria carteira do banco.

Nesse contexto, a instituição financeira atua como agente ofertante no mercado — podendo estar tanto na compra quanto na venda dos contratos. Para isso, é preciso sempre garantir um valor igual ou melhor do que o do topo do book de ofertas.

Assim, o cliente não corre risco de fechar negócio com o banco de investimentos a partir de um valor menos vantajoso. O RLP só pode ser utilizado para ordens emitidas no tipo preço a mercado. Ele se torna público depois da negociação finalizada.

Quais são as vantagens de ter RLP ativo?

O uso do RLP deve ser autorizado pelo cliente para que o banco de investimento possa atuar como contraparte da negociação. Então, será que é vantajoso fazer essa escolha?

A modalidade pode trazer alguns benefícios. Confira algumas destas vantagens a seguir!

Regras para organização

Uma das vantagens do RLP é que sua utilização se dá de forma muito organizada no Brasil. Há uma série de regras que visam manter a segurança do sistema financeiro e proteger os investidores ou especuladores.

Uma das regras é que a oferta RLP é usada apenas para pessoas físicas, ou seja, clientes de varejo. Além disso, a instituição bancária só atua como compradora ou vendedora quando o próprio cliente autoriza esse tipo de transação.

Também há um limite de volume para contratos negociados por RLP. Durante o período de teste, a limitação considerou o percentual de 15%, mas ele pode ser modificado ao longo do tempo a depender das avaliações feitas.

Liquidez

A liquidez está entre as principais vantagens do RLP no mercado financeiro. Afinal, aumentar a agilidade nas negociações é exatamente um de seus objetivos centrais. Logo, é um benefício para investidores e especuladores que desejam mais rapidez na liquidação das ordens na renda variável.

Leia também: Liquidez: o que é e para que serve

Melhores preços

Outro benefício de utilizar a oferta RLP é ter mais confiança em relação a conseguir o melhor preço a mercado. Como você viu, a instituição bancária deve oferecer um preço igual ou melhor do que a condição mais vantajosa do book de ofertas.

Esta é uma importante vantagem para o cliente, que conta com liquidez e consegue um preço único nas suas negociações. Desse modo, evita-se fracionar a ordem em várias negociações e encontrar um preço médio diferente.

O RLP vale a pena?

Considerando as possibilidades e os benefícios do RLP, ele pode ser bastante vantajoso – especialmente em instituições que não apresentam cobranças específicas para o serviço.

No BTG Pactual digital, por exemplo, o custo para realizar o RLP é zero. Logo, você não precisa pagar nada a mais para ter a instituição como contraparte das suas negociações. O diferencial é gratuito e facilita as suas atividades na bolsa de valores.

Como ativar o RLP no BTG Pactual digital?

Se você tem interesse em aproveitar as vantagens do RLP com custo zero no BTG Pactual digital, lembre-se de que ela não é automática ou obrigatória. A oferta só pode ser realizada quando os clientes autorizam o banco de investimentos.

Então, você precisa autorizar para que o mecanismo possa acontecer nas suas operações. Para fazer isso no BTG Pactual digital, basta acessar a sua área logada na plataforma de investimentos, ir para a aba de renda variável e procurar o menu de plataformas e serviços.

Nele, você seleciona serviços e procura pela opção RLP. Depois, procure a alternativa “contratar”. Esse é o caminho para fazer a autorização e usufruir da possibilidade de ter o maior banco de investimentos da América Latina como contraparte nas suas negociações da bolsa!

Você ainda não tem conta no BTG? Abra a sua agora mesmo e conte com a melhor estrutura para investir!

Leia também: 

Posts relacionados

Deixe seu comentário 0

Você está a um passo para investir com mais segurança e tranquilidade.
Crie sua conta agora


Preencha com seu nome

Preencha com seu e-mail

Preencha com seu telefone

Está com dúvidas? Entre em contato com a gente!

ENTRE EM CONTATO

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima