Renda Fixa

Renda Fixa: o que é e como funciona o investimento

renda_fixa

O que vale mais a pena, investir em LCI, CDB ou poupança? Muito se fala por aí sobre o famoso mercado de Renda Fixa, que cresceu muito nos últimos anos e, segundo a CETIP, atinge hoje mais de três milhões de investidores e movimenta mais de 2 trilhões de reais.

Esses investimentos são também conhecidos por serem substitutos da poupança – para você ter uma ideia, em 2016 os saques da poupança superaram os depósitos em 40,7 bilhões de reais, o segundo pior da história!

Ou seja, cada vez mais pessoas estão saindo das cadernetas e apostando em diferentes aplicações. Mas, apesar da fama, você sabe exatamente o que são os investimentos em Renda Fixa e como eles funcionam?

Para tirar de vez todas as suas dúvidas, criamos um guia completo sobre o assunto. Saiba mais sobre os investimentos em Renda Fixa, suas vantagens e quais se encaixam no seu perfil de investidor.

Neste guia vamos falar sobre:

  • O que é Renda Fixa?
  • Como funciona a Renda Fixa?
  • O que são títulos pré e pós fixados?
  • Tipos de Investimentos em Renda Fixa
  • Investir em CDB ou LCI?
  • Como começar a investir em Renda Fixa?
  • Perguntas Frequentes: Liquidez, investimento mínimo e prazos
  • Tributação nos investimentos em Renda Fixa
  • Segurança nos investimentos em Renda Fixa
  • Como investir em Renda Fixa pelo BTG Pactual digital?
  • Conclusão

O que é Renda Fixa?

o_que_e_renda_fixa

Renda Fixa é uma modalidade de investimento voltada para pessoas com perfil conservador, que querem bons retornos sem deixar de lado a segurança. Resumidamente, investir em Renda Fixa significa saber quanto receberá de lucro no final do prazo da sua aplicação, apesar dos investimentos serem classificados em pré e pós fixados.

Existem diversos produtos nesta categoria com diferentes características e vantagens, como as irmãs LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de crédito do Agronegócio), CDB (Certificado de Depósito Bancário), LF (Letra Financeira), LC (Letra de Crédito), Tesouro Direto, Debêntures, COE e até mesmo a famosa caderneta de poupança – mesmo com o baixo rendimento é classificada como um investimento em Renda Fixa.

Como funciona a Renda Fixa?

Os investimentos em Renda Fixa estão disponíveis para compra em bancos e corretoras de valores. As LCIs/LCAs, CDBs, LCs e LFs são emitidas por bancos, como o BTG Pactual digital, por exemplo. Já o Tesouro Direto, investimento com aporte inicial de R$ 30,00, é emitido pelo Governo Federal.

Você pode realizar os seus investimentos direto pelo banco emissor ou por intermédio de uma corretora, que funciona basicamente como um “supermercado” de investimentos. Por meio delas, você tem acesso aos produtos de mais de um banco emissor.

Já os títulos públicos (Tesouro Direto) não podem ser comprados direto pelo site do Tesouro Nacional – para investir, você precisa ter conta ativa em um banco de investimento ou em uma corretora.

O que são títulos Pré e Pós fixados?

como_funciona_renda_fixa

Os termos pré e pós-fixados são muito comuns quando falamos em Renda Fixa.

O que chamamos de pré-fixados, são os investimentos com taxa de retorno já conhecida no momento da aplicação.

Ou seja, não importa quanto as taxas se movimentem, para mais ou para menos, o seu retorno já está definido para a data de resgate.

Uma aplicação em LCI (Letras de Crédito Imobiliário) com rendimento de 10% ao ano, é um exemplo de pré-fixado.

Em contrapartida, um investimento pós-fixado só terá o seu rendimento conhecido no futuro, apesar de você poder realizar simulações que cheguem perto do valor final.

Esses rendimentos são sempre atrelados a algum índice, como o CDI (Certificado de Depósito Interbancário), taxa Selic ou IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

Por exemplo, uma LCA que rende 95% do CDI é pós-fixada, uma vez que a taxa do CDI oscila e não sabemos qual será a taxa no futuro.

Tipos de Investimentos em Renda Fixa

investimentos_renda_fixa

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é o investimento mais conhecido da família Renda Fixa.

São investimentos com taxas pré e pós-fixadas, que, no segundo caso, rendem um percentual do CDI.

Funcionam basicamente como se você emprestasse dinheiro para um banco, e, em troca, recebe juros pelo empréstimo no prazo pré-determinado no dia da aplicação.

Assim como outros investimentos de Renda Fixa, os CDBs têm a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) em até R$ 250 mil, por CPF e instituição financeira, caso o banco venha a declarar falência. Ou seja, mesmo que o banco “quebre” (o que é muito difícil) você receberá o seu dinheiro de volta!

LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)

As irmãs LCI (Letras de Crédito imobiliário) e  LCA (Letras de Crédito do Agronegócio) também são opções bastante procuradas nos bancos e corretoras.

Diferente do CDB, em que você “empresta” dinheiro para o banco, nesse caso o banco capta recursos para oferecer empréstimos para o setor imobiliário (LCI) e do Agronegócio (LCA).

Em troca, no vencimento determinado na data da compra, você receberá o valor aplicado somado ao rendimento no período.

LCI e LCA também são garantidas pelo FGC em até R$ 250 mil e o grande diferencial é que esses produtos são isentos de Imposto de Renda.

Não há diferença entre as duas, o que muda é somente para onde o dinheiro é destinado, se é para o setor imobiliário ou do agronegócio.

LF (Letra Financeira)

A LF (Letra Financeira) é usada para captação de recursos por meio de instituições financeiras que, em troca, pagam juros à pessoa física e/ou jurídica que investiu no título.

O valor mínimo de uma LF é de R$150.000,00, embora os emissores possam exigir um valor de aplicação inicial em LF maior.

O objetivo dessa aplicação é captar recursos de longo prazo, já que o prazo mínimo de uma LF é de 2 anos e não há nenhuma condição de liquidez. Ou seja, você só pode resgatar o valor investido na data de vencimento.

Tesouro Direto

tesouro_direto_renda_fixa

O Tesouro Direto é outro investimento de Renda Fixa bastante conhecido entre os brasileiros. Isso porque, além da segurança e taxas atrativas, você pode investir a partir de R$ 30.

Diferente do CDB, em que você empresta dinheiro para o banco, nesse caso os recursos são destinados para o governo financiar projetos públicos.

Há diversas opções de títulos ofertados, que variam de acordo com o tempo que você deseja deixar o dinheiro investido e o seu perfil de investidor.

Esse investimento ganhou fama graças a sua semelhança com a poupança, principalmente quando falamos do Tesouro Selic, título indexado à taxa Selic e com a possibilidade de resgate quando quiser e sem perder nada do patrimônio investido.

Nos demais títulos, resgatando antes, você pode tanto perder quanto ganhar dinheiro, dependendo da taxa no dia do resgate.

Como começar a investir em Renda Fixa

Qualquer pessoa pode investir, basta seguir o seguinte passo-a-passo:

1- Avalie quanto de dinheiro você tem disponível para investir

Saber a quantia disponível para investir é muito importante antes de escolher a melhor opção para o seu perfil e objetivos.

Isso porque alguns investimentos em Renda Fixa têm um aporte mínimo que, geralmente, começa a partir de R$ 5 mil (exceto o Tesouro Direto, com aplicação mínima de R$ 30).

2 – Decida se você vai aplicar com prazo fixo ou indeterminado

Determine por quanto tempo poderá ficar sem mexer no dinheiro, no caso dos investimentos sem liquidez. Lembre-se que existem investimentos para todos os prazos, de 1 meses a 2 anos (ou até mais!).

3- Escolha entre pré-fixado ou pós-fixado

Como falamos no tópico acima, você pode optar entre títulos pré ou pós fixados. Avalie as opções e veja o que é melhor para o seu objetivo e prazo.

4- Analise quais opções mais se encaixam em seu perfil

Na família Renda Fixa existem diversos produtos, com diferentes tributações, prazos e riscos. Antes de escolher um deles, pesquise e conte com o auxílio de um especialista para te ajudar a escolher o que combina mais com você.

No BTG Pactual digital, você tem o suporte diário do nosso atendimento personalizado para entender mais sobre todos os investimentos e qual é o ideal para você.

5- Diversifique seus investimentos em renda fixa

Diversificar as aplicações é uma forma de rentabilizá-las ainda mais! Para isso, mais um vez sugerimos que você conte com o suporte de um especialista do mercado. 😉

Perguntas frequentes sobre Renda Fixa

Liquidez: É possível resgatar títulos de Renda Fixa antes do vencimento?

Se o título possuir liquidez, sim.

Por exemplo: o vencimento do título é para 2 anos, mas apresenta liquidez após 30 dias. Isso quer dizer que após 30 dias você pode solicitar o resgate.

Nas opções sem liquidez, o dinheiro fica “preso” até o vencimento – o que é muito bom, já que você terá o rendimento total do produto.

Qual o valor mínimo para investir em Renda Fixa?

Depende da instituição financeira que você aplicar o seu dinheiro. No BTG Pactual digital, o aporte inicial é de R$ 10.000,00.

É melhor investir no curto, médio ou longo prazo?

Depende do seu objetivo, ou seja, de quando você precisará do dinheiro.

Grande parte dos produtos não têm liquidez, e nesses casos você de fato só poderá ter o dinheiro em mãos na data de vencimento.

Então, se não souber para quando irá precisar do dinheiro, o ideal é investir em títulos mais longos, como os com vencimento para dois anos, por exemplo.

Quanto mais longo o prazo, a taxa tende a ser mais alta e consequentemente o seu retorno também!

Outro ponto também, é a tributação nos casos das aplicações não isentas, como CDB, LF e Tesouro Direto. Nesses casos o IR é regressivo, ou seja, quanto mais tempo aplicar, menos você paga de imposto.

Tributação nos investimentos em Renda Fixa

Tributação na LCI e LCA

O grande diferencial dos investimentos em LCI e LCA, é que não é cobrado Imposto de Renda. Isso mesmo! Não importa por quanto tempo você aplicar, essa modalidade é isenta de IR.

Tributação no CDB e Tesouro Direto

Para aplicações com menos de 30 dias, incidem nos investimentos em CDB e Tesouro Direto, IR e IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Para as com mais de 30 dias incide apenas o IR.

Ambas as alíquotas seguem tabelas regressivas conforme o prazo das aplicações, ou seja, quanto mais tempo você investe, menos paga de imposto.

Tabela Imposto de Renda

Prazo de AplicaçãoAlíquota IR
Acima de 720 dias15%
Até 180 dias22,5%
De 181 a 360 dias20%
De 361 a 720 dias17,5%

Tabela IOF

Dias Após AplicaçãoIOF (em %)Dias Após AplicaçãoIOF (em %)
1550%300%
1
96%1646%
293%1743%
390%1840%
486%1936%
583%2033%
680%2130%
776%2226%
873%2323%
970%2420%
1066%2516%
1163%2613%
1260%2710%
1356%286%
1453%293%

Tributação na LF

Investimentos em LF, como explicamos acima, têm prazo mínimo de 2 anos e a alíquota de IR utilizada é a de 15%.

Segurança nos investimentos em renda fixa

segurança_investimentos_renda_fixa

Garantia das LCI, LCA e CDB

Essas aplicações são garantidas pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) em até R$250 mil (entre aplicação inicial + rendimento no período) por CPF e instituição financeira, em caso de não pagamento por parte do emissor.

Em outras palavras, caso o banco emissor “quebre” (o que é realmente difícil de acontecer) você não corre o risco de perder o seu patrimônio.

Garantias do Tesouro Direto e LF

Esses investimentos não têm cobertura do FGC.

O Tesouro Direto é garantido pelo Governo Federal, o órgão máximo de um país. Já os seus investimentos em LF, devem ser feitos por meio de uma instituição sólida e com credibilidade no mercado – pesquise bem antes de investir.

5 passos para investir em Renda Fixa pelo BTG Pactual digital

1-   Abra a sua conta online em www.btgpactualdigital.com

2-   Descubra o seu perfil de investidor e os melhores produtos para você com a ajuda da nossa equipe de assessores

3-   Acesse sua conta com seu CPF e senha

4-   Menu “investimentos” > aplicar > Renda Fixa

5-   Escolha os produtos do seu interesse e pronto, você já é um investidor!

Conclusão

Pronto! Agora você aprendeu tudo sobre Renda Fixa e está pronto para começar os seus investimentos.

Tenha em mente quanto você tem para aplicar e qual é o seu objetivo. Com esses aspectos definidos, basta procurar a instituição financeira certa para fazer o seu dinheiro crescer.

Você já conhece o BTG Pactual digital? Abra a sua conta!

A abertura de conta é gratuita e 100% online – sem burocracia nenhuma!

Em 5 minutos você faz o seu cadastro e assim que aprovado já está pronto para começar a investir com o apoio do nosso qualificado time de assessores de investimento.

O atendimento é personalizado para você tirar todas as suas dúvidas antes, durante e depois de investir.

Deixe seu comentário 13

  1. As explicações são excelentes. O que sinto é, quando o banco é público/economia mista esses detalhes não são repassados, só não sei se é de propósito ou se é por puro desconhecimento dos gestores.

  2. Houve algum erro na página do simulador, não consegui prosseguir, a página reportava erro, informando que eu deveria preencher todos os campos, e eu havia preenchido tudo.

  3. Parabéns aos responsáveis!! Tutorial muito esclarecedor e com uma linguagem simples!! Após leitura fica mais fácil encaixar o nosso perfil ao investimento apresentado.

Posts relacionados

ABRA SUA CONTA E COMECE A INVESTIR!

ABRA SUA CONTA
  • Cadastro 100% Online.
  • Sem custo para abertura, manutenção de conta e envio de TED ou DOC.
  • Tire suas dúvidas por telefone, e-mail ou chat com nossos assessores de investimento.

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima