Previdência Privada

7 dicas para conquistar uma aposentadoria tranquila

Olá,

Hoje eu gostaria de iniciar fazendo uma pergunta…

De quanto dinheiro você realmente precisa para ter uma aposentadoria perfeita?

Talvez você já tenha algum número na cabeça. E se ainda não tem, saiba que existem até algumas fórmulas mirabolantes para chegarmos nesse valor.

A sua resposta, no entanto, não é o que mais me interessa agora.

O que eu quero saber, na verdade, é o que você está fazendo para alcançar a sua meta.

Não estou aqui para te convencer da importância de planejar suas finanças para que consiga desfrutar da melhor idade do jeito que você merece.

Em meio a tantas notícias sobre a difícil situação das contas públicas do Brasil e com a Previdência recém- reformada, falar sobre a necessidade de uma poupança própria para o futuro seria chover no molhado.

Meu objetivo verdadeiro com este texto é ajudá-lo efetivamente a conquistar a tão sonhada tranquilidade financeira na aposentadoria.

Para isso, elenquei 7 dicas para que, quando chegar a hora de parar de trabalhar, você tenha dinheiro de mais e preocupações de menos.

1 – A primeira – e talvez mais óbvia – dica é para que você nunca espere do governo a garantia para uma aposentadoria tranquila.

Para a grande maioria da população a Previdência Social é a forma mais comum de planejar a velhice. No entanto, esta solução não deve ser a única, ou sequer a principal fonte de renda de um aposentado.

Além de o valor não ser suficiente para cobrir um custo de vida confortável, não há nenhuma garantia de que ele será pago pelo resto da sua vida, dado que está intimamente ligado à situação financeira do país.

Portanto, para não depender do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), é fundamental buscar outras formas de investimento para o longo prazo.

2 – Aproveitando o gancho, a previdência privada é uma opção interessante para aqueles que não querem depender do Estado.

São dois tipos de planos, o VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre), indicado para quem é isento ou faz a declaração simplifica do Imposto de Renda, e o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), ideal para quem preenche o formulário completo do IR.

O PGBL oferece um benefício fiscal aos investidores, na medida em que permite uma dedução de até 12% da renda bruta anual na base de cálculo do IR, dependendo do valor do aporte.

Imagine que você tenha uma renda mensal de R$ 10.000 – ou uma renda anual de R$ 130.000, considerando o décimo terceiro salário. Neste caso, você poderia abater até R$ 15.600 da base de cálculo do IR na hora do acerto de contas com o Leão.

Sendo assim, esta base passaria de R$ 130.000 para R$ 114.400, gerando uma vantagem tributária importante para o investidor já na próxima declaração do imposto – portanto, quem aderir ainda em 2019 a um PGBL, poderá usufruir do benefício já no ano que vem.

3 – Investir na previdência desde cedo é sempre uma ótima ideia para planejar e incrementar o valor acumulado para a aposentadoria.

Quanto antes você começar a investir, menor a quantia mensal que será preciso aplicar. Além disso, por conta do poder dos juros compostos, seu retorno tende a ser muito maior no futuro.

Imagine uma situação na qual uma pessoa começa a investir R$ 200 por mês aos 21 anos, focando em se aposentar aos 55 anos. Neste caso, ela terá contribuído com R$ 81.600 ao longo de 34 anos, quantia que se multiplicará de acordo com o retorno do plano escolhido.

Agora considere uma pessoa iniciando seus aportes aos 40 anos no valor de R$ 400 por mês. Neste caso, a contribuição total até os 55 anos será de R$ 72.000, com muito menos tempo para que a quantia seja impulsionada pelo rendimento do plano.

Portanto, não negligencie a importância de começar a investir o quanto antes no seu futuro. Organize-se e planeje-se a partir de agora para conquistar seus objetivos financeiros.

4 – Ao planejar a aposentadoria, é crucial que você tenha um objetivo claro em mente. Coloque uma meta e trabalhe para atingi-la.

Pensar na aposentadoria como algo abstrato e muito distante pode ser um grande obstáculo para se chegar a um valor suficiente para seus objetivos de vida.

Por isso, é essencial tratar o assunto com a devida importância, evitando situações incômodas que normalmente aparecem para quem deixa para a última hora.

5 – Fazer um bom planejamento financeiro é fundamental para qualquer pessoa. Para quem já está pensando na aposentadoria, contudo, é ainda mais importante.

Colocar seus gastos em ordem, além e controlar toda a renda que entra e sai da sua casa, é essencial para fazer sobrar um dinheiro que mensalmente será investido em seu futuro.

Caso haja alguma disparidade entre as receitas e despesas, procure equipará-las cortando gastos desnecessários e optando por serviços mais em conta.

Te garanto que essa atitude será extremamente benéfica para sua vida financeira a longo prazo e, consequentemente, para sua aposentadoria.

6 – Manter a regularidade dos seus aportes é essencial para alcançar sua meta. Não adianta investir muito em um mês que sobrou bastante dinheiro e se esquecer do assunto pelo próximo semestre.

A rotina é o segredo para quem quer se aposentar com tranquilidade. Portanto, procure sempre manter a regularidade de suas aplicações mês a mês.

7 – Finalmente, pense em outros tipos de aplicações, já que investir bem é uma condição imprescindível para fazer seu dinheiro render mais.

Os investimentos podem variar de acordo com o perfil do investidor, com as escolhas devendo ser feitas com muito cuidado e a devida orientação.

Em tempos de juros baixos, as ações, por exemplo, carregam a possibilidade de uma rentabilidade mais expressiva no longo prazo aos que estiverem dispostos a correr um pouco mais risco.

Se este for o seu caso, recomendo diversificar sua carteira entre ações de diferentes setores e outros ativos de renda variável, como os fundos imobiliários, seguindo a velha máxima de não colocar todos os ovos na mesma cesta.

Faça uma simulação

Para conhecer as opções de aplicações e os planos de previdência privada para o seu perfil, convido você a utilizar o simulador do BTG Pactual digital.

Nele, você define o principal objetivo a ser alcançado com o investimento e responde a perguntas simples, que lhe ajudarão a descobrir qual o melhor plano para suas necessidades e metas financeiras.

Clique aqui e descubra a opção de plano de previdência privada mais indicada para o seu perfil.

Um abraço,

Gabriel Casonato, CNPI

Gabriel Casonato

Gabriel Casonato:

Gabriel Casonato é formado em Administração com habilitação em Comércio Exterior pela Universidade Mackenzie e foi sócio da maior publicadora de conteúdos de investimentos do Brasil. Hoje, é analista CNPI do BTG Pactual digital.

 

Posts relacionados

Deixe seu comentário 0

Você está a um passo para investir com mais segurança e tranquilidade.
Crie sua conta agora


Preencha com seu nome

Preencha com seu e-mail

Preencha com seu telefone

Está com dúvidas? Entre em contato com a gente!

ENTRE EM CONTATO

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima