O que é Swing Trade e a diferença entre Day Trade e Swing Trade

Quem investe em ações ou pensa em fazê-lo, não pode deixar de conhecer e entender o swing trade.

É possível que o nome ainda soe estranho para você, mas não é difícil de compreender do que se trata.

Você já deve ter ouvido falar sobre o mercado de capitais, certo?

Normalmente, o conceito atribuído às operações que envolvem as bolsas de valores, corretoras e outras instituições financeiras é carregado de preconceitos.

Isso ocorre em grande parte por conta do risco mais elevado, quando comparado com os investimentos em renda fixa.

Sim, o risco é mais elevado, não há como negar.

Mas que tal enxergar o outro lado da história?

Para o investidor que tem objetivos claros com a operação no mercado de capitais e busca conhecimento para essa atuação, a possibilidade de ganhos maiores compensa o risco.

Sim, a rentabilidade possível é bastante atrativa.

Por isso, ter uma estratégia de operação para esse mercado é muito importante.

Tendo isso em mente, vamos falar sobre swing trade e os diferentes métodos de operação no mercado de capitais.

Ao longo deste artigo, você vai entender mais sobre essa e outras diferentes estratégias de operação no mercado de capitais, tais como o day trade e o position.

Veja só o que você vai descobrir acompanhando a leitura:

  • O que é um trader
  • O que é swing trade e como funciona
  • Diferenças entre swing trade, day trade e position
  • Vantagens, desvantagens e riscos
  • Como fazer operações no swing trade
  • Como identificar ações apropriadas para o swing trade
  • O swing trade é indicado para o seu perfil?

Interessado? Boa leitura!

O que é um trader?

Antes de explicar o que é um trader, é bom termos clareza sobre o conceito do mercado de capitais.

Como citamos acima, este é um mercado composto pela bolsa de valores, corretoras e outras instituições financeiras, nas quais são negociados ativos.

Os principais ativos são as ações e os fundos imobiliários

As ações são títulos que podem ser negociados e representam uma pequena parcela de uma empresa.

Ao comprar uma ação, o interessado se torna dono de uma parte da companhia, junto com todas as outras pessoas (físicas ou jurídicas) que detêm ações dela.

O mercado de ações é onde estes títulos são negociados, onde empresas buscam recursos para financiar seus investimentos produtivos.

Os Fundos Imobiliários, assim como as ações, são negociados em bolsa, facilitando o acesso de pessoas físicas aos principais empreendimentos imobiliários do Brasil.

Dito isso, o que é um trader, afinal?

No contexto desse mercado, o trader é o que podemos chamar de especulador.

Ele é um operador do mercado financeiro, que pode ser profissional ou não.

O trader busca ganhar dinheiro com operações que durem entre poucas horas e algumas semanas.

Resumidamente, é o investidor que toma suas próprias decisões de operação, assume os riscos destes movimentos e se beneficia dos resultados – ou não, caso a performance seja negativa.

Esse investidor normalmente é classificado pela estratégia que utiliza para atuação.

As duas mais conhecidas são o swing trade e o day trade.

Agora, podemos falar mais detalhadamente sobre a primeira, que é o tema deste artigo.

O que é Swing Trade?

O swing trade é uma das maneiras de realizar operações no curto e médio prazo no mercado de capitais. A estratégia consiste em monitorar tendências por mais de um dia, de forma a alcançar ganhos conforme as ações se movimentam.

Sendo assim, o trader que optar por esse tipo de operação conta com mais tempo para buscar retorno para o seu capital.

Ocorre o contrário do day trade, em que o prazo cai para apenas um dia.

Quando faz a aposta pelo swing trade, o investidor foca em tendências de mercado de efeito mais prolongado.

E ele assim o faz por meio da análise de gráficos e também do histórico de movimentação das ações.

No mercado financeiro, uma operação de swing trade normalmente dura entre três dias até algumas semanas.

Como funciona?

Ao adotar a estratégia de swing trade, é preciso realizar análise de material.

A partir dos gráficos que trazem detalhes sobre as movimentações no mercado de capitais, o investidor pode observar os ciclos completos das ações nas quais deseja aplicar recursos.

Dessa forma, ele se mune de mais informações e será mais capaz de gerar ganhos com as operações nos momentos certos.

Mas, para isso, é preciso também desenvolver uma outra habilidade indispensável: aprender a especular.

Caso ainda queira, quem trabalha com swing trade pode também tentar obter lucros maiores no curto prazo, assim como o day trader.

Essa pode ser a estratégia diante da possibilidade de perceber um cenário favorável para isso.

Diferenças entre Swing Trade, Day Trade e Position

Como já explicamos, o swing trade é uma estratégia de curto a médio prazo, que normalmente dura entre três dias até algumas semanas.

Nesse tipo de operação, é possível agir a partir de uma base maior de informações e contexto, o que torna o investimento menos arriscado do que normalmente é no mercado de capitais.

Day trade

Quando pulamos para o day trade, essa margem de operação se resume a apenas um dia.

Ela exige maior atenção por parte do operador, além da sua dedicação exclusiva, pois a análise dos gráficos e o movimento no mercado devem ser ágeis, com ações realizadas de forma precisa.

E por que ele é tão atrativo?

Fica fácil perceber que a contrapartida é interessante.

Existe uma real chance de lucro muito acima da média do mercado, em um curtíssimo período de tempo. Essa é a resposta para essa questão.

Como as operações nesse caso têm início e fim no mesmo dia, é possível utilizar um mecanismo chamado alavancagem, onde com ele é possível movimentar uma soma de dinheiro muito maior do que aquela que o investidor realmente possui.

Afinal, apenas a diferença entre a compra e a venda é que será recebida ao final do pregão.

Explicando melhor, a alavancagem é um termo que designa um instrumento que serve para impulsionar um investimento através da força de recursos de terceiros.

Assim, o potencial de rendimento aumenta sem que o investidor precise gastar mais para isso.

Esse é um tipo de limite utilizado em renda variável, para operações em ações, derivativos e outros.

Essa prática é outro diferencial do day trade em relação ao swing trade, onde a utilização da alavancagem não é permitida.

Position

O Position, por sua vez, é uma estratégia que visa mais o longo prazo.

Nela, o trader compra ações sem uma data determinada para venda.

Nesse caso, o seu objetivo é justamente lucrar mais com a passagem do tempo.

Sendo assim, a rentabilidade se dá de acordo com a oscilação no valor das ações e também com os dividendos, que são os lucros distribuídos aos acionistas pelas companhias ofertantes de ações no mercado.

Vantagens do swing trade

Para aquele investidor que não busca fazer dessa atividade a sua única fonte de renda, o swing trade é a uma boa alternativa para quem participar do mercado financeiro.

A facilidade de não precisar se desfazer de todos os papéis ao final do dia é uma vantagem.

Além dela, a possibilidade de aguardar os movimentos do mercado no curto e médio prazo ajuda a tornar essa estratégia mais palatável.

Isso beneficia quem tem outra atividade profissional, mas ainda assim gosta e tem o perfil para atuar no mercado financeiro.

Para quem é iniciante no mercado ou está dando os primeiros passos no mundo da renda variável, essa é, possivelmente, a melhor estratégia a ser considerada.

Afinal, ela permite mais tempo para análise, sem a necessidade de movimentos exigidos no curtíssimo prazo..

Desvantagens do swing trade

Apesar de todos os pontos positivos que acabamos de citar, o swing trade, como qualquer investimento, tem suas restrições..

Quem está saindo da poupança agora, por exemplo, não está habituado a gerenciar um investimento de verdade, ainda mais uma maior volatilidade.

Nesse caso, qualquer aplicação em renda variável deve ser realizada dentro de uma estratégia de diversificação de investimentos.

Ou seja, não vá com muita sede ao pote.

Riscos do swing trade

Sempre que o assunto for renda variável, vale ressaltar que as vezes as coisas não saem como planejado.

Se o lucro esperado na operação não se concretizar e, ao contrário disso, sua operação passar a gerar algum prejuízo, é recomendada a utilização do Stop Loss.. Ele serve para frear prejuízos e, com isso, minimizar suas perdas.

Na prática, o trader deve configurar stops de acordo com suas expectativas frente ao ativo que está operando e dentro do limite da sua aceitação ao risco.

Além disso, a dica dos especialistas financeiros para diversificar as aplicações é sempre válida.

No caso, vale a pena diversificar os papéis a serem investidos para ter uma carteira mais equilibrada.

Operações no swing trade

Ao decidir pelas operações no swing trade, é preciso estar consciente sobre o seu perfil de investidor (ensinaremos a seguir como descobrir o seu).

Operar no mercado de ações, por exemplo, exige um perfil mais ousado se comparado ao perfil do investidor em renda fixa.

Aqui, ocorre uma avaliação similar, porém um pouco mais aprofundada.

Rentabilizar recursos no mercado de capitais requer um conhecimento prévio, ousadia e também disponibilidade de tempo.

A rotina de um swing trader

É preciso estar atento às oportunidades do mercado e se mostrar disponível para a análise de dados.

De forma muito resumida, podemos dizer que o dia de um swing trader deve começar pelo acompanhamento do mercado.

Ou seja, ele precisa estar de olho nas notícias, dedicando-se especialmente à observação do contexto geral do mercado.

Também deve focar nas notícias específicas, que podem afetar o setor no qual você adquiriu papéis.

Isso sem deixar de lado as tendências para o dia, é claro.

Com esse contexto em mente, a busca passa a ser por possíveis oportunidades de operações para o dia.

O noticiário econômico dará boas pistas, certamente, assim como os registros da CVM, a Comissão de Valores Mobiliários.

Movimentos como os de ofertas públicas iniciais (IPOs), fusões, reestruturações de companhias e aquisições podem revelar boas oportunidades e merecem atenção.

A dica é listar as oportunidades, assim como os preços de entrada, preços-alvo e stops – tudo aquilo que auxiliar na atividade.

O início do pregão

Até aqui, falamos mais em novas oportunidades, mas não é apenas isso.

O swing trader também deve observar antes da abertura do mercado como estão as suas posições atuais.

Mesmo que o valor delas não tenha sido alterado antes do início do pregão, algum movimento inesperado no setor ou alterações econômicas podem afetar de imediato o desempenho dos papéis.

Já quando o pregão inicia, o comportamento padrão é observar quem está comprando, quem está vendendo e qual é o montante que está sendo negociado.

Tão logo uma oportunidade foi identificada e um trade executado, é hora de se preparar para localizar o momento de saída da operação..

Em muitos casos, quem define isso é a própria dinâmica do mercado.

Percebe como não dá para ser inexperiente no assunto?

Assim que o mercado fechar, é importante que o investidor faça uma análise sobre o desempenho do dia, medindo a performance e aprendendo com as lições do dia.

No mercado de capitais, o aprendizado é constante.

Como Identificar Ações Apropriadas Para o Swing Trade?

A análise técnica é o principal meio para identificar quais as ações mais apropriadas ao swing trade.

Por meio dela, é possível observar e verificar as melhores oportunidades para operações.

As análises dos gráficos informam as tendências de mercado e devem ser elucidadas por questões de oferta e procura.

O maior desafio aqui é distinguir as tendências para compreender qual será a rota do mercado.

Ao realizar tudo isso, é possível monitorar o presente.

É um movimento que pode ajudar nas operações de swing trade a melhorar seus resultados e superar os retornos do mercado.

Descubra seu perfil de investidor

Será que o mercado de ações e as operações de swing trade são para você?

Ou será que a renda variável não combina com seu perfil e nem atende aos seus interesses?

Dá para ter uma boa ideia sobre isso antes de investir.

Não sabe como?

Ao conhecer o seu perfil de investidor, estará muito próximo da resposta que procura.

Esse é um teste que identifica qual a sua tolerância ao risco e a rentabilidade que você persegue.

Como resposta, indica quais aplicações são recomendadas para o seu caso.

Conhecer o seu perfil de investidor antes de aplicar seu dinheiro pode fazer toda a diferença para atender às suas expectativas.

Para saber qual é o seu perfil, use o simulador do BTG Pactual digital.

Ao responder breves questões, a ferramenta indica qual o seu perfil de investidor e, com base nele, aponta as melhores alternativas de aplicação, aquelas que mais combinam com você.

É muito simples, prático e de grande utilidade.

Invista com o BTG Pactual digital

Seja qual for o seu investimento, é sempre muito bom contar com quem mais entende do assunto para lhe ajudar.

E se esse apoio vier de uma instituição financeira sólida, como é o caso do BTG Pactual digital, melhor ainda.

Seja qual for a sua necessidade, para quem quer investir e não sabe bem por onde começar, a dica é ter esse importante suporte.

O BTG Pactual digital é um banco de investimentos com mais de 35 anos, que oferece diversas aplicações e uma excelente assistência para os novos investidores.

Confira só como é simples passar a ser um cliente:

1. Abra uma conta

Basta preencher os dados e enviar uma foto do seu RG, comprovante de residência e uma selfie. Depois, aguarde o e-mail de confirmação.

2. Descubra seu perfil de investidor

Depois de responder um questionário bem simples e curtinho, você vai desvendar qual é o seu perfil de investidor, uma informação que o ajudará a garantir as ações são um bom destino para suas economias.

3. Transfira o dinheiro

Transfira o dinheiro de sua conta bancária para sua conta do BTG Pactual digital.

4. Consulte um assessor

No BTG Pactual digital, você não precisa tomar todas as decisões por conta própria. Assim que você fizer o cadastro e tiver seu perfil em mãos, poderá consultar um assessor, que o mostrará diferentes opções de investimentos adequadas ao seu perfil e que irá facilitar a sua escolha.

5. Acompanhe seus investimentos

Depois de fazer suas primeiras aplicações, você poderá monitorar diariamente suas posições em fundos e aplicações e suas rentabilidades no site do BTG Pactual digital e no aplicativo de smartphone.

6. Receba relatórios

A cada mês, você terá acesso a um relatório completo e personalizado com todos os números que vão mostrar como o seu dinheiro está sendo bem tratado e o quanto ele está se valorizando.

Conclusão

Por mais que você ainda esteja limitado a investimentos em renda fixa, como CDB, Tesouro Direto, LCI e LCA, é bom conhecer oportunidades de renda variável.

Esse é um novo mundo, com novos conceitos, como é o caso do swing trade, sobre o qual você aprendeu neste artigo.

O mercado de capitais tem características próprias. Entre elas, um risco elevado, mas que proporciona maior possibilidades de ganhos.

Para se dar bem, como sempre, você precisa de conhecimento.

E em todas as suas aplicações, também é ótimo ter um parceiro como o BTG Pactual digital, uma instituição sólida e apta a conduzi-lo de forma segura em seus investimentos.

Gostou do artigo? Deixe um comentário e compartilhe o conteúdo!

Deixe seu comentário 1

  1. O mérito da “suposta reestruturação financeira é tudo menos dele, parece-me óbvio que existe um investidor claro que vai lavando por lá o seu dinheiro. A verdade é que graças a esse investidor o clube de alvalade está realmente pujante em termos financeiros, Bom post Rodrigo!