CDB ou LCI/LCA: qual o melhor investimento para você?

Em dúvida sobre CDB ou LCI/LCA? Essas aplicações de renda fixa oferecem bons retornos e são excelentes alternativas em relação à poupança. Mas você sabe como descobrir qual desses títulos apresenta a melhor rentabilidade?

Muita gente acha que as LCIs e LCAs são mais interessantes que CDBs apenas por terem isenção de Imposto de Renda. Mas essa análise precisa considerar outros fatores, como o vencimento do título e o tipo de remuneração.

Neste artigo, você vai aprender a calcular o rendimento líquido de cada investimento, encontrará simulações de investimentos e descobrirá como dar seus primeiros passos nessas aplicações.

Diferenças entre CDB e LCI/LCA

A principal diferença entre CDB e LCI/LCA é que as últimas têm isenção da cobrança de Imposto de Renda. Assim o rendimento previsto na compra do título não tem descontos. Mas essa falta de tributação não garante necessariamente um retorno melhor do que investimentos concorrentes.

Então, como saber qual é o mais rentável desses investimentos?

Primeiro, é preciso conhecê-los em detalhes. Vamos lá?

CDB, LCI e LCA são três siglas bastante populares em investimentos de renda fixa. Elas significam, respectivamente, Certificado de Depósito Bancário, Letra de Crédito Imobiliário e Letra de Crédito do Agronegócio.

O que é CDB?

O CDB é um título de renda fixa oferecido por bancos e corretoras. Ele pode ter rendimentos prefixados (juro anual estabelecido antes do investimento), pós-fixados (atrelado ao CDI, que é uma referência de rentabilidade) e híbridos (com um juro anual fixo mais a variação do IPCA, que é a inflação oficial do país).

Confira algumas de suas principais características:

  • O valor mínimo, a liquidez e a rentabilidade variam conforme o título e a instituição financeira
  • Essas variações podem impactar no perfil de risco de cada um desses títulos, por isso esteja atento à adequação ao seu perfil de investidor
  • Tem cobrança de Imposto de Renda, que segue a tabela regressiva da renda fixa, conforme o tempo de aplicação, de 22,5% a 15%
  • Possui a proteção do Fundo Garantidor de Crédito, um mecanismo que protege investimentos até o limite de R$ 250 mil por CPF e por instituição emissora em caso de quebra ou intervenção do banco emissor desse título
  • Não tem taxas de administração, performance ou custódia
  • Oferece normalmente as opções de remunerações pós-fixada, atrelada ao CDI, e a prefixada, com um juro anual fixo
  • Algumas instituições oferecem CDBs com liquidez diária, que geralmente rendem menos que aquelas com vencimentos de maior duração. Por isso, conheça bem as particularidades de cada um dos títulos em que você quiser fazer sua aplicação.

O que é LCI / LCA?

LCI e LCA são mencionados de forma conjunta, por apresentarem características muito semelhantes. Tratam-se de duas aplicações com isenção do Imposto de Renda, por captarem recursos para áreas essenciais da economia, o agronegócio e o mercado imobiliário.

Para o investidor, as principais características desses investimentos são as seguintes:

  • O valor mínimo, a liquidez e a rentabilidade variam conforme o título e a instituição financeira
  • Não existem títulos de LCI ou LCA com duração menor do que 3 meses
  • Apresentam isenção total do Imposto de Renda
  • Não cobram taxas de administração, performance ou custódia
  • Possuem o aval do Fundo Garantidor de Crédito, nos mesmos moldes do CDB e da poupança, com limite de R$ 250 mil por CPF por instituição financeira emissora em caso de quebra do banco ou corretora que emite o título
  • Na maioria dos casos, têm rendimento prefixado ou pós-fixado.

Valor mínimo a ser aplicado

O valor mínimo a ser aplicado varia de uma instituição financeira para a outra. No BTG Pactual digital o investimento inicial tanto de CDBs como  LCIs/LCAs de emissão própria é de R$ 1 mil.

Liquidez

A liquidez, que é a capacidade de conversão da aplicação em dinheiro sem perda de valor, varia conforme o título, o vencimento e a instituição financeira. Em muitos casos, como no BTG Pactual digital, a liquidez se dá apenas no vencimento do título, que varia de um mês, no caso de alguns CDBs, a 60 meses.

Rentabilidade

A rentabilidade de CDB e LCI/LCA também varia conforme o título.

Para descobrir qual é a aplicação mais interessante, é preciso calcular o rendimento líquido (e não o bruto), que inclui, no caso do CDB, os descontos referentes ao Imposto de Renda, de 22,5% a 15% sobre a valorização (e não sobre todo o investimento).

Tributação

Em muitas aplicações de renda fixa, incluindo o CDB, há uma cobrança de Imposto de Renda. Ela varia conforme o tempo de investimento, seguindo uma tabela regressiva, de menos de 180 dias a mais de 720 dias. Veja abaixo:

Veja abaixo:

Prazo de AplicaçãoAlíquota IR
Acima de 720 dias15%
Até 180 dias22,5%
De 181 a 360 dias20%
De 361 a 720 dias17,5%

Não esqueça deste detalhe: a alíquota incide apenas sobre o rendimento, e não sobre todo o valor aplicado.

Além do Imposto de Renda, quem investe no curtíssimo prazo deve se preocupar com o Imposto sobre Operações Financeiras, o IOF, que se aplica apenas sobre investimentos resgatados em períodos inferiores a 30 dias. Nesse caso, CDB e LCI estão sujeitos à cobrança, enquanto a LCA fica a salvo novamente.

Veja a tabela do IOF

Dias Após AplicaçãoIOF (em %)Dias Após AplicaçãoIOF (em %)
1550%300%
1
96%1646%
293%1743%
390%1840%
486%1936%
583%2033%
680%2130%
776%2226%
873%2323%
970%2420%
1066%2516%
1163%2613%
1260%2710%
1356%286%
1453%293%

Vantagens sobre a poupança

CDB, LCI e LCA são aplicações que geralmente apresentam rentabilidades superiores à poupança. Os rendimentos são superiores, a segurança é a mesma e a única questão passível de cuidado, além das possíveis adequações dependendo do perfil do investidor, é a liquidez, que não é diária nesses três primeiros investimentos.

Para entender melhor as vantagens de CDB, LCI e LCA sobre a poupança, vamos analisar o rendimento da caderneta.

Em 2015, quem manteve o dinheiro na poupança sofreu com uma desvalorização real (rendimento menos a inflação) de 2,28% de seu poder de compra.

Em 2016, a situação melhorou um pouquinho: houve um ganho real de 1,9% para os fiéis investidores da poupança.

Para consultar os títulos de CDB e LCI ou LCA disponíveis no BTG Pactual digital e verificar suas rentabilidades, clique aqui.

Riscos

Os riscos de CDB, LCI e LCA são os mesmos: o de calote do emissor do título e o de falta de liquidez devido à falta de planejamento financeiro do investidor. Para o primeiro caso, há a proteção do Fundo Garantidor de Crédito, que banca o saldo de até R$ 250 mil (incluindo aí a valorização) por CPF por instituição financeira emissora desse título no caso de quebra ou intervenção dessa instituição.

Assim, resta você se proteger de sua própria desorganização financeira.

Para isso, basta você realizar um diagnóstico que identifique os seguintes aspectos:

  • Quanto dinheiro você recebe por mês, seja do seu trabalho, seja de outros rendimentos?
  • Quais são as suas despesas mensais?
  • Quais custos extraordinários você prevê nos próximos 12 meses (aqui, estipule um valor mesmo que não tenha certeza)
  • Qual é a estabilidade do seu emprego?
  • Quanto dinheiro você consegue economizar a cada mês?

De posse dessas informações, você deve agora reservar parte de suas reservas, equivalentes a, pelo menos, seis meses de despesas, para destinar a um colchão de emergência.

Esse colchão deve ser aplicado em investimentos mais líquidos, como Fundos DI (com liquidez diária), Tesouro Selic (com resgate no próximo dia útil), CDBs, LCIs e LCAs de curto prazo.

Com essa reserva técnica destinada a aplicações com maior liquidez e, possivelmente, menos rentáveis (já que têm menor duração), você deve separar agora o restante para investir em títulos de mais longa duração, como CDBs, LCIs e LCAs superiores a dois anos, sempre optando por aplicações adequadas ao seu perfil de investidor.

FGC

FGC é a sigla que designa o Fundo Garantidor de Crédito, aquele mecanismo que oferece a mesma proteção da poupança ao investidor.

Mesmo em caso de quebra ou insolvência da instituição financeira que emite o título de LCI/LCA ou CDB, você tem a devolução do valor de sua aplicação até o limite de R$ 250 mil por CPF e por conglomerado financeiro emissor desse título.

O FGC é uma organização não governamental, mantida por aportes mensais das instituições financeiras do Brasil.

Ele foi criado para intervir no mercado em prol de instituições e de investidores e garantir a estabilidade do Sistema Financeiro Nacional.

Comparativo CDB e LCI/LCA

A comparação entre CDB e LCI/LCA deve levar em conta alguns critérios, como: o tempo durante o qual você pode manter seu dinheiro investido (normalmente, quanto maior o prazo, maior a taxa de retorno) e o rendimento líquido da aplicação escolhida (o retorno total depois do desconto do Imposto de Renda, no caso do CDB).

Devido à tabela regressiva do Imposto de Renda, cuja alíquota varia de 22,5% a 15%, de menos de 180 dias a mais de 720 dias de aplicação, é interessante mirar em CDBs superiores a dois anos.

Nesses títulos, a alíquota do IR será de 15%.

Já as Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio se beneficiam de isenção total do Imposto de Renda em qualquer tempo.

Abaixo, vamos comparar os rendimentos de alguns títulos do BTG Pactual digital de acordo com seu vencimento:

Consulte o site do BTG Pactual digital para conhecer as diferentes opções de prazos de títulos de renda fixa.

Invista em LCI/LCA e CDB com o BTG

É fácil investir em CDB, LCI e LCA com o BTG Pactual digital.

O banco de investimentos oferece uma ótima assessoria de investimento, com um time  que vai guiar você em todos os seus passos, desde a abertura de conta até com as dúvidas com os produtos disponíveis.

Dessa forma, você não tomar suas primeiras decisões de investimento sozinho, tendo que analisar sozinho todos os títulos à disposição.

Veja como proceder:

  1. Acesse o site do BTG Pactual digital
  2. Faça o seu cadastro online (sem sair de casa) e aguarde um retorno por e-mail para confirmar a abertura da conta
  3. Responda um questionário para descobrir seu perfil de investidor
  4. Converse com um ssessor do BTG para começar a aplicar seu dinheiro de forma consciente
  5. Acompanhe todas as suas posições diretamente no site do BTG Pactual digital ou no aplicativo, com facilidade e rapidez
  6. Receba relatórios periódicos com seus rendimentos e comparações com outras aplicações do mercado.

Bem fácil, não?

Pronto para começar a investir melhor? Conheça mais sobre o BTG Pactual digital.

Conclusão

Como vimos em diversos exemplos, o Imposto de Renda faz muita diferença no cálculo do rendimento líquido de um investimento.

Essa tributação sobre a valorização da aplicação é ainda mais perceptível no curto prazo, inferior a seis meses, quando a alíquota é de 22,5%.

Mesmo assim, não é por ter a incidência do imposto que o CDB oferece retornos piores em qualquer caso.

Na verdade, é preciso verificar, título por título, qual oferece a melhor rentabilidade.

Uma das ferramentas mais úteis nessa empreitada é a Calculadora do Cidadão, um instrumento gratuito disponibilizado pelo Banco Central, em que você pode corrigir valores de acordo com o período e o indexador, como Selic, CDI e poupança.

Para facilitar, caso você decida fazer muitas simulações, é possível usar uma planilha que compara os rendimentos atrelados ao CDI para uma definição mais fácil sobre o melhor investimento.

Há uma planilha desse tipo disponível no site Clube dos Poupadores, em que você pode assinalar o valor da aplicação, o período, a taxa do CDI, o percentual atrelado e assim descobrir se faz mais sentido uma LCI/LCA ou CDB, já com o desconto do Imposto de Renda.

Independentemente do título que você escolher, é importante lembrar que o primeiro passo foi dado: você decidiu sair da poupança e ingressar em um universo de renda fixa mais acolhedor, onde o seu dinheiro é mais valorizado.

Nessa jornada de investimentos, conte com a assistência, as taxas atrativas e o sistema confiável e prático do BTG Pactual digital.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário 0