O que, exatamente, significa investir?

A ideia de fazer bons investimentos para alcançar a prosperidade tem sido amplamente difundida nos últimos anos. A grande questão é que nem todas as pessoas sabem, de fato, o que significa investir.

Talvez você imagine que gastar menos do que se ganha para aplicar o excedente seja a definição exata de investimento. Esse raciocínio está correto em parte, mas não explica o que significa investir em sua totalidade.

Investir e poupar são sinônimos?

Uma boa maneira de compreender exatamente o que significa investir é diferenciar esse conceito da ideia de poupar. Investir é uma coisa, poupar é outra.

Para uma pessoa dizer que está investindo, não basta separar parte da renda para aplicar na caderneta de poupança. Iniciativas desse tipo carregam a lógica da multiplicação de riqueza, mas contêm um descuido na parte estratégica. Devemos lembrar que a poupança é uma alternativa pouco eficiente no atual cenário da renda fixa.

Investir pressupõe o entendimento de que existem opções melhores, ou mais eficientes, para alocar o excedente de recursos. Esse cuidado na escolha dos produtos financeiros permite acelerar o processo de enriquecimento sem abrir mão da segurança.

Podemos dizer que investir passa pela ideia de comprar barato e vender caro. Bons investidores extraem o maior lucro possível dentro da estratégia estabelecida e dos objetivos a serem atingidos.

Quem investe reconhece a importância do estudo

O exemplo da caderneta de poupança é emblemático porque está cada vez mais associado ao descuido por parte de quem aplica nesse produto. Com uma pesquisa rápida e superficial, qualquer um pode perceber que a poupança não vale a pena, uma vez que perde em desempenho para produtos igualmente simples, seguros e acessíveis.

Nesse sentido, estudar o assunto é uma forma de entender bem o que significa investir e o que é poupar. Quem deseja se tornar um investidor deve se nutrir de informações a respeito do mercado financeiro.

Costumo ressaltar que o mercado é volátil e pode surpreender até mesmo os mais experientes. Mas o antídoto contra as turbulências e os imprevistos é a boa informação. E, quando digo boa informação, pode ser desde uma análise complexa até uma reflexão simples sobre as opções à caderneta de poupança.

Somente quem se informa tem condições de identificar oportunidades para comprar barato e vender caro. Investidores não se limitam a aplicar no produto que vai lhes dar menos trabalho – caso específico da poupança.

O que significa investir em imóveis

A lógica de comprar barato para vender caro e obter um ganho significativo é bem ilustrada pelo investimento em imóveis. Pessoas que se especializam no mercado imobiliário procuram pechinchas com grande potencial de valorização futura.

Há situações em que o negócio de ocasião é tão bom, que a venda posterior pelo preço de mercado já rende um lucro substancial. Mas, para conseguir esses “achados do mercado”, existe um longo caminho a percorrer.

Quem busca oportunidades no mercado imobiliário deve fazer uma boa lição de casa. Informar-se sobre imóveis e imobiliárias, por exemplo, é um passo inicial importante, pois dá à pessoa uma base para comparação. É recomendável também conhecer corretores de confiança para ter acesso aos melhores negócios.

Outra dica para investir em imóveis é direcionar seu foco para um mercado específico. Esse ponto tem grande relevância, porque muitos podem se empolgar no início e ter o ímpeto de abraçar o mundo. Concentrar-se em uma região promissora aproximará o investidor dos negócios mais rentáveis.

Imóvel para morar x imóvel para investir

Quem pensa em partir para o mercado imobiliário tem que atentar para um detalhe importante: um imóvel para investir é diferente de um imóvel para morar.

Se você já procurou um apartamento em uma imobiliária, deve ter ouvido a seguinte pergunta: “quer o imóvel para morar ou para investir?”. A questão feita pelo corretor tem o objetivo de determinar a postura dele a partir daquele momento.

Um profissional dessa área sabe que aqueles que pretendem morar no imóvel vão valorizar aspectos específicos. A beleza do jardim, a vista da varanda e a existência de uma boa padaria na esquina são trunfos para o corretor. Esses pontos não necessariamente elevam o valor de mercado de um imóvel, mas podem despertar um desejo no possível comprador.

O que caracteriza a procura de um imóvel para investimento?

Algumas das virtudes apontadas pelo corretor a quem deseja morar no imóvel não têm o mesmo peso em outra situação. Quando se busca um imóvel para investir, o ideal é que ele valha menos do que um “para morar”.

O corretor parte do princípio de que o investidor quer comprar barato para vender caro. Além disso, considera também se aquela casa ou apartamento tem bom potencial de revenda no futuro. Essa equação não é simples. Muitas vezes, o corretor tem de garimpar o mercado para encontrar um grande negócio.

Um imóvel para investimento, em geral, depende de um proprietário muito propenso a se desfazer dele. Isso pode acontecer em casos de herança, separação conjugal ou problemas financeiros.

Oportunidades como essas são a grande fonte de lucro no mercado imobiliário. Os “que investem” compram dos “desesperados para vender”, e, então, procuram alguém “que quer morar” e pagará um preço maior.

Uma lógica comum a todos os tipos de investimento

O que significa investir no mercado imobiliário é o mesmo que significa para outros tipos de investimento. Você pode optar, por exemplo, por comprar e vender títulos públicos, ações ou obras de arte.

Em todos os casos, os investidores mais bem-sucedidos serão aqueles que buscaram conhecimento sobre o produto escolhido. Com boas informações e maior envolvimento com o mercado, ampliam-se as condições de identificar grandes oportunidades. E é justamente dessa forma que uma pessoa consegue fazer grandes negócios.

O networking também é valioso em diferentes segmentos. Assim como o corretor de imóveis pode lhe aproximar de boas oportunidades, um bom operador de mercado tem condições de lhe informar a respeito das ações com maior potencial.

Tenha sucesso em seus investimentos

O sucesso nos investimentos não vem da noite para o dia, requer dedicação e disciplina. Devemos desmistificar aquele senso comum de que os grandes investidores têm acesso a informações privilegiadas ou palpites baseados puramente em sorte.

Caso você não disponha de tempo para se dedicar aos estudos do mercado escolhido, existe a opção de contratar um profissional ou uma empresa para gerir sua carteira.

Portanto, a receita para prosperar envolve um raciocínio bastante simples: gastar menos do que se ganha e investir bem a diferença.

Quem entende – em toda sua profundidade – o que significa investir tem tudo para pavimentar seu caminho rumo à independência financeira. Neste outro artigo do blog, explico como se tornar um bom investidor e fazer escolhas consistentes. Confira!

Gustavo Cerbasi
Gustavo Cerbasi:

Gustavo Cerbasi é especialista em inteligência financeira, autor de 15 livros com mais de 2 milhões de exemplares vendidos, incluindo os best-sellers Casais Inteligentes Enriquecem Juntos e Investimentos Inteligentes.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário 0