As escolhas de consumo são determinantes para o sucesso de uma jornada de investimentos. Antes de aplicar seu dinheiro, você precisa preservá-lo por meio de escolhas conscientes. O conceito de minimalismo está diretamente ligado a essa ideia.

Em linhas gerais, o minimalismo envolve práticas de consumo mais enxutas, eficientes e sustentáveis. Quem adota essa linha de consumo evita as compras excessivas e, consequentemente, preserva seu patrimônio.

O conceito de minimalismo

Como o próprio nome sugere, minimalismo se traduz como a iniciativa de ter menos coisas, ou apenas coisas realmente necessárias. Trata-se da adoção de uma vida mais simples, em que a felicidade não está associada ao acúmulo de posses, mas ao significado que as pessoas dão a cada item da sua cesta de consumo.

Uma palavra também associada ao minimalismo é desapego. Ou seja, abrir mão de bens materiais em nome de uma vida mais focada em experiências e no valor de pequenas coisas.

Casas minimalistas, por exemplo, são aquelas com uma decoração mais simples e clean. O mesmo vale para o guarda-roupas, em que poucas peças proporcionam uma série de combinações criativas.

Essa ideia de redução proposta pelo minimalismo faz com que esse conceito esteja muito ligado a melhores escolhas.

Minimalismo não deve ser adotado com radicalismo

O conceito de consumo mais consciente não implica em uma mudança tão radical em suas escolhas. Pode ser que você passe a comprar menos roupas ou troque seu carro por um modelo mais simples, por exemplo. Mas o minimalismo não precisa passar por gastos com qualidade de vida.

Sabe aquele cafezinho que se transformou em um ritual depois do almoço? Talvez essa escolha de consumo possa ser repensada, pois a soma de 20 cafezinhos ao mês impacta o orçamento. Ainda assim, a própria pessoa pode avaliar que essa prática rotineira traz qualidade de vida a ela, e mantê-la em seu orçamento.

Minimalismo como exercício de autoconhecimento

Minimalismo está associado ao equilíbrio. Quem decide adotar essa atitude deve avaliar o que é realmente valioso em seu consumo mensal. E quando digo valioso, quero dizer o que aquilo representa em qualidade de vida. Algo que custa menos de cinco reais – como um cafezinho – pode ser altamente valioso.

Para compreender o que mais significa em sua vida, você deve praticar o autoconhecimento. Pessoas minimalistas acabam se conhecendo muito mais, pois têm de refletir para entender o que cortar em seu consumo mensal.

Esse exercício de autoconhecimento pode se dar por meio de reflexões individuais ou conversas com pessoas queridas. O fundamental é compreender o que move você. Seu lance é estar sempre na moda? Ou seu foco costuma ser viajar sempre que possível?

Independentemente de qual seja sua grande motivação, procure priorizá-la. Ou seja, você não deve fazer cortes radicais em pontos sensíveis da sua cesta de consumo.

Simplificar não significa piorar

A ideia de racionalizar escolhas leva algumas pessoas à interpretação equivocada de que isso, necessariamente, piora sua qualidade de vida. Quando sugiro um automóvel mais simples ou uma casa mais compacta, isso não significa derrubar a qualidade de vida ou a segurança.

As substituições em grandes escolhas de consumo não devem ser encaradas como um empobrecimento. A resistência inicial de muitas pessoas se deve à relação que elas fazem entre minimalismo e perda de conforto. Mas perceba que a simplificação no estilo de vida não significa que você perderá qualidade. Muito pelo contrário: uma escolha minimalista deve ser mais duradoura e definitiva.

Minimalismo é a cultura da eficiência

O autoconhecimento necessário à pessoa que adota o minimalismo dá a ela um forte caráter de eficiência. A partir do momento em que você passa a se conhecer melhor, naturalmente, aprimora suas escolhas. Isso leva a um consumo mais eficiente, sem “gordurinhas” no orçamento, e foco total no que é importante para você.

A eficiência do minimalismo está na adequação à realidade de cada pessoa. Se a opção por uma moradia mais modesta viabiliza a viagem dos seus sonhos, por que não abraçar essa ideia?

Por outro lado, você pode entender que ter o carro do ano vai lhe trazer uma satisfação genuína. Muito bem, faça escolhas que traduzam o que você está sentindo – sempre com a preocupação de não desequilibrar o orçamento.

Pessoas minimalistas vivem mais em comunidade

Há um trunfo no minimalismo que vai além do conhecimento sobre si próprio. Quem adota esse estilo de vida tende a compartilhar mais o espaço e os bens materiais com outras pessoas.

Suponha que você e um vizinho sejam fãs de futebol, mas somente ele tenha condições de pagar a assinatura do pay-per-view. Nã seria uma boa opção você ver alguns jogos com ele e se propor a levar cervejas e salgadinhos? Isso é eficiência. Gastos combinados de pessoas conhecidas, que suprem uma necessidade comum.

Ainda nesse exemplo, alguém poderia imaginar que uma pessoa de atitude minimalista optaria pela pirataria. Mas isso vai na contramão do que o conceito propõe.

Quem adota o minimalismo zela por suas escolhas de consumo. Portanto, não optará por algo duvidoso e ilegal. Valorizar aquilo que se compra leva a escolhas mais duradouras.

Escolhas mais simples para uma vida mais rica

Simplificar suas escolhas não tem nada a ver com empobrecê-las. Entenda o minimalismo como a opção por uma vida mais rica baseada em escolhas inteligentes.

A riqueza de que um minimalista desfruta não está no valor monetário dos itens que compõem seu orçamento. Vale notar que a economia que resulta de boas escolhas permite direcionar uma parcela maior do patrimônio a grandes experiências e ao que realmente tem grande significado à pessoa.

Além disso, escolhas minimalistas proporcionam uma vida mais rica por meio de um convívio social mais intenso. Basta pensarmos no exemplo do futebol na casa do vizinho.

Minimalismo é equilíbrio. Vai na contramão daquela ideia de ter tudo ou ter o máximo possível de coisas. Minimalismo propõe que se tenha o que é melhor para você.

Minimalismo nos investimentos

O conceito de minimalismo pode ser transportado também para suas escolhas de investimento. Quem valoriza seu dinheiro e o utiliza de forma inteligente tem muito mais condições de construir uma carteira eficaz. Pesa a favor do minimalista, ainda, ter mais sobras para investir, uma vez que seu consumo é mais consciente. Aproveite e saiba como fazer escolhas consistentes de investimento nesse post.

Deixe seu comentário 0

Posts relacionados

Você está a um passo para investir com mais segurança e tranquilidade.
Crie sua conta agora


Preencha com seu nome

Preencha com seu e-mail

Preencha com seu telefone

Está com dúvidas? Entre em contato com a gente!

ENTRE EM CONTATO

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima