Estamos vivendo uma época de rupturas. De planos, rotinas e, principalmente, de ganhos. Quando há uma queda abrupta de rendimentos, e nem todos estão preparados para isso, é natural que pessoas busquem recursos de terceiros para manter o equilíbrio.

No artigo de hoje, trago algumas reflexões sobre como organizar as dívidas.

Inscreva-se em nossa newsletter


Preencha com um e-mail válido

Para organizar as dívidas, o foco principal é revisar o padrão de vida

Muitas pessoas que passam por uma situação de restrição de renda, seja por perda de emprego ou até divórcio, focam sua atenção em criar um planejamento financeiro para manter o padrão de vida. E isto é um erro.

A preocupação para quem está nesta situação não deveria ser a manutenção do estilo de vida, mas, sim, a adoção de um outro padrão, considerando o novo momento. Se você possui uma reserva de emergência, o seu estilo de vida deve se enquadrar no rendimento da sua carteira. Caso seja insuficiente, você precisa criar um plano para se desfazer de algumas coisas, de modo que a reserva dure o tempo suficiente para a sua reinserção na carreira e a retomada da renda.

A grande lição é não tentar manter o padrão de vida que você tinha antes da ruptura financeira. Em resumo, você precisa:

  1. Avaliar o seu ganho;
  2. Analisar qual estilo de vida deve ser adotado;
  3. Criar um plano de ação para se adequar à nova realidade.

Naturalmente, este plano de ação não será efetivado durante a quarentena. Ele deverá entrar em ação nos próximos 40-60 dias. Utilize este tempo para trocar informações e buscar esclarecimentos, de modo que o plano seja o mais eficiente possível.

Renegocie ou cancele compromissos

Se você perceber um acúmulo nas contas, opte por atrasar a dívida que custa menos. Caso o panorama não melhore em 45-60 dias, tente cancelar esta despesa, se possível.

Avalie gastos que se sobreponham, como TV a cabo e serviços de streaming. Aproveite este momento para avaliar se realmente você precisa de um pacote robusto na sua conta telefônica, uma vez que você ficará em casa e se comunicará utilizando o pacote de internet residencial.

Cuidado com o crédito acessível

Quando estamos em um momento de desequilíbrio, é natural que as pessoas busquem o crédito mais acessível para reverter a situação, como utilizar o limite do cheque especial ou pagar o valor mínimo da fatura do cartão de crédito. Porém estas dívidas são os maiores vilões do descontrole financeiro. A burocracia para contratar as demais modalidades de empréstimos acabam nos desestimulando a buscá-las como alternativas.

Aproveite o tempo, a conectividade e a disponibilidade para procurar opções mais baratas, como o crédito onde o seu imóvel é colocado como garantia, o refinanciamento do automóvel ou o crédito consignado. Neste momento, procurar a modalidade mais trabalhosa e burocrática salvará alguns milhares de reais no médio prazo.

E para quem já está endividado, o que fazer?

Três medidas a serem tomadas para organizar as dívidas, caso estejam fugindo do controle:

Crie fontes de renda: Para quem tinha um projeto online engatilhado, este é o momento de tirá-lo da gaveta. Uma dica para pessoas que necessitam de “contato pessoal” para executar o seu serviço (como dentistas ou cabeleireiros) é criar um canal para educar seus clientes e formar um público fiel. Exemplo: um cabeleireiro ensinar seus clientes a manter o corte de cabelo durante a quarentena.

Corte gastos: Se a sua renda caiu, elimine tudo aquilo que não é necessário, como TV a cabo, por exemplo. Das 3 ações, é a que podemos executar no curtíssimo prazo.

Venda coisas: Quando a quarentena acabar, aproveite para desapegar de coisas que outras pessoas poderiam utilizar — não esquecendo de tomar todos os cuidados higiênicos. Venda o instrumento musical pouco utilizado ou venda sua TV e compre uma parcelada para manter um fundo de caixa. O momento não é de ganhar dinheiro, mas, sim, de manter as condições de consumo.

Dicas Finais

Se a sua renda não foi impactada por conta da crise, aproveite para fortalecer os pequenos empreendimentos. Compre mais na sua padaria favorita, mantenha o pagamento da diarista e combine uma compensação futura, fortaleça os negócios do seu bairro.

Sabemos que estas ações são difíceis de se colocar em prática neste momento. Entretanto, precisamos pensar fora da caixa e testar alternativas. Se não fizermos nada de diferente, nada acontecerá de novo em nossos resultados.

Posts relacionados

Deixe seu comentário 0

Você está a um passo para investir com mais segurança e tranquilidade.
Crie sua conta agora


Preencha com seu nome

Preencha com seu e-mail

Preencha com seu telefone

Está com dúvidas? Entre em contato com a gente!

ENTRE EM CONTATO

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima