Coluna Gustavo Cerbasi

Investir é uma arte – Descubra como investir o seu dinheiro

“Gustavo, como investir o meu dinheiro?

Essa é a pergunta que eu mais recebo nas minhas redes sociais e é a primeira pergunta que a maioria dos alunos fazem me fazem no curso Inteligência Financeira.

Multiplicar dinheiro requer determinadas habilidades. Porém, engana-se quem pensa que os melhores investidores tenham necessariamente formação em Economia, Finanças ou em qualquer outra ciência exata. Quanto mais me envolvo com eventos e atividades ligadas aos diversos mercados de investimento, mais conheço pessoas de sucesso que poderiam ser estereotipadas de qualquer coisa, menos de investidores.

No artigo de hoje mostrarei qual a melhor forma de você iniciar qualquer projeto de investimento de forma consistente.

A paciência será o seu melhor ativo

Você provavelmente já ouviu falar de alguém que começou do nada e prosperou muito nos negócios, ou de proprietários de diversos imóveis que mal conseguem assinar o nome. No mercado de ações, admiro diversos casos de pessoas que fizeram fortuna após amealhar uma herança e colocá-la para multiplicar em um nível de risco nunca assumido na vida.

O que faz uma pessoa sem ensino médio se tornar um magnata dos imóveis ou um septuagenário iniciar investimentos em ações e colher resultados excepcionais em dois ou três anos não é um dom natural ou formação específica em determinada área do conhecimento.

O sucesso em como investir o seu dinheiro independe da idade, mas depende principalmente da dedicação que o investidor tem ao aprendizado e ao acompanhamento do mercado.

Admiro, mas não considero uma surpresa, quando investidores começam tarde e colhem bons resultados. Pessoas com mais experiência de vida tendem a errar menos nos investimentos, pois costumam ter mais paciência para o aprendizado, menos pressa por resultados e maior domínio de sua agenda para se envolverem com as fontes de informação.

Em outras palavras, bons resultados nos investimentos resultam da dedicação e do zelo pela carteira, qualidades nem sempre cultivadas pelos apressados jovens da geração Y, que têm urgência por resultados e tentam abraçar toda informação possível, sem tempo de digeri-la.

Como investir o meu dinheiro?

A melhor forma de investir o seu dinheiro é trabalhar como um artista.

Não é exagero comparar investimentos ao mundo da arte. Um bom artista busca inspiração antes de começar sua obra, estuda continuamente, desenvolve técnicas próprias, pesquisa as técnicas de outros artistas, faz experiências sem compromisso e agrega valor a suas criações à medida que dedica mais tempo em busca da perfeição. Mesmo assim, sabe que a perfeição é inalcançável. Os bons investidores que conheço fazem o mesmo.

Um bom artista é também um especialista. Escultores procuram se dedicar cada vez mais às esculturas, pintores às telas, artistas plásticos às formas e materiais, músicos aos instrumentos, enquanto grafiteiros colhem resultados com tintas e com superfícies. Raríssimos e muito valiosos são os casos de profissionais que obtêm diferenciais e grande valor com diferentes técnicas artísticas. Geralmente, são profissionais com vasta experiência em uma especialidade artística, que criaram uma marca e podem se dar ao luxo de começar a estudar outra especialidade.

Tentar investir em mercados totalmente diferentes, como ações, imóveis e pequenos negócios, é improdutivo e mais arriscado, pois nessa situação o “artista” se vê obrigado a desenvolver simultaneamente diferentes técnicas. Diversificar é saudável, mas também é melhor quando feito em um só mercado que conhecemos bem.

Sugiro a quem está engatinhando no mundo dos investimentos, ou mesmo àqueles que investem há tempos sem colher bons resultados, que mudem a maneira de tratar sua riqueza.

Conclusão

Em vez de buscar dicas e fontes de informação dispersas, escolham um mercado e comecem – ou recomecem- através do aprendizado de base. É assim que os artistas começam.

Não importa se seu interesse é por imóveis, por franquias, ações ou outro mercado. O ideal é dedicar tempo aos cursos, aos eventos com outros investidores, às leituras especializadas e ao convívio com aquilo que se chama de mercado, mas que nada mais é do que o meio em que outros artistas expõem suas técnicas e trocam experiências.

Com dedicação, a técnica do investidor tende a se aproximar da técnica dos grandes mestres. Nos investimentos, felizmente, copiar não é plágio.

Quer saber como ser um investidor de sucesso? Gustavo Cerbasi explica! Clique aqui e descubra.

Posts relacionados

Deixe seu comentário 0

Você está a um passo para investir com mais segurança e tranquilidade.
Crie sua conta agora


Preencha com seu nome

Preencha com seu e-mail

Preencha com seu telefone

Está com dúvidas? Entre em contato com a gente!

ENTRE EM CONTATO

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima