Coluna Gustavo Cerbasi

Conheça as características dos fundos de previdência

Uma estratégia de investimentos pode ser composta por diferentes produtos. Por isso, diversificar é um dos caminhos para fortalecer a carteira e potencializar os ganhos. Em uma estratégia completa, que inclui uma boa reserva de emergências, uma boa estratégia para a renda futura e investimentos de maior risco para conquistas avulsas, um projeto para sua previdência é mais do que oportuno: é necessário. Você conhece as características dos fundos de previdência? Essa é mais uma das boas alternativas que o mercado oferece atualmente.

Neste artigo, vou explicar as características dos fundos de previdência e apontar as diferenças que existem com os fundos de investimento. Apresentar essa distinção é importante para que você faça melhores escolhas e acelere o crescimento do seu patrimônio.

O que é um fundo?

A principal semelhança entre fundo de investimento e fundo de previdência está no nome. Fundo é uma reunião de investidores que trabalham a mesma estratégia de aplicações. As características dessa estratégia são descritas em um prospecto, ou material explicativo, que deve ser lido atentamente por quem pensa em investir. O prospecto é divulgado pela instituição gestora do fundo.

É muito importante fazer essa leitura, pois quando você investe em um fundo, faz também a opção por adotar a estratégia prevista no prospecto. Há fundos baseados em títulos públicos, ações e outros ativos financeiros – sempre descritos previamente.

Fundos de previdência podem incluir diferentes produtos

A opção por um fundo de previdência, feita através da contratação de Planos de Previdência, tem relação com o objetivo de longo prazo que a pessoa tem. Quanto maior a certeza de que o capital investido será mantido por um longo prazo, mais recomendada é a opção por um plano de previdência que tenha um fundo com maior grau de risco, incluindo em sua composição títulos públicos mas também produtos com comportamento menos previsível, como ações.

Um fundo de previdência, mesmo quando não resgatado durante anos, prevê a movimentação constante do dinheiro aplicado, a partir de decisões de seu gestor, e com base nas informações descritas no seu prospecto. Além disso, o gestor responsável pela administração é especializado em previdência e negocia diferentes produtos a fim de fortalecer o fundo e atender às características dos planos dos cotistas desse fundo.

As duas opções de tributação no fundo de previdência

Outra das características dos fundos de previdência é a possibilidade de escolher entre dois tipos de tributação. Uma opção é a tributação regressiva, que diminui com o passar do tempo. Nesse caso, quanto mais tempo o dinheiro permanece investindo, menor será a tributação cobrada em seu resgate. O contraponto da tributação regressiva é a tributação progressiva, cuja alíquota aumenta de acordo com o volume de saque feito pelo investidor.

A tributação regressiva é recomendada quando se planeja sacar a maior parte ou o total do valor investido daqui a pelo menos dez anos. Já a tributação progressiva é recomendável para quem visa sacar apenas rendimentos periódicos e acredita poder se beneficiar dos critérios de isenção da Tabela do Imposto de Renda (afinal, saques de previdência são entendidos como renda.

Esse aspecto é relevante porque diferencia os fundos de previdência de outros fundos. Um fundo de renda fixa, por exemplo, segue sempre uma tabela regressiva de tributação. Já os fundos de renda variável têm regras específicas, mas alíquotas pré-definidas que também não permitem deduções.

Fundo de previdência tem duration mais longa

O prazo médio de manutenção do investimento é mais uma das características dos fundos de previdência. Na economia, o prazo médio de vencimento – ou resgate – dos títulos da carteira de um fundo é chamado de duration – ou duração, em tradução literal.

Quem investe em um fundo de previdência tem seu foco no longo prazo. O objetivo é fazer uma construção sólida para colher os frutos anos mais tarde. Gestores de fundos desse tipo buscam estratégias que levem à multiplicação do patrimônio.

Como os cotistas não pretendem retirar o dinheiro dentro de um prazo curto, os gestores podem se voltar para produtos de baixa liquidez e maior rentabilidade. Um título que vence em cinco ou dez anos tende a oferecer ganhos mais robustos e fortalecer o fundo.

Já em fundos de investimento tradicionais, muitos cotistas fazem saques no curto prazo, o que obriga o fundo a ter uma duration mais curta. Esse aspecto leva os gestores desses fundos a buscarem produtos que proporcionem uma rentabilidade mais imediata. Assim, dentre as características dos fundos de previdência, essa é uma das mais relevantes e que possibilitam algum diferencial sobre o desempenho da carteira.

Carta Compromisso determina composição de fundos de previdência

A compra de uma cota em um fundo de previdência, normalmente, é influenciada pela chamada Carta Compromisso daquele fundo. Esse documento especifica a composição da carteira, com a descrição dos produtos e o percentual que eles representam no todo. A divisão costuma ser feita entre renda fixa e renda variável, com predominância da primeira.

Os planos de previdência atuam com uma pequena margem para que os gestores trabalhem a carteira de fundos de previdência. Imagine que a carta compromisso preveja 80% dos investimentos em renda fixa e 20% em renda variável. Dentro dessa composição, os profissionais responsáveis podem trabalhar com uma margem de erro para mais e para menos, para aproveitar oportunidades.

Ao final de cada mês, o gestor do fundo de previdência tem de fazer uma readequação da carteira para se encaixar nos percentuais estabelecidos na carta compromisso. Essas movimentações ajudam a explicar a eficácia dos fundos de previdência.

Potencial de fundos de previdência é maior no longo prazo

A manutenção do equilíbrio da carta compromisso em fundos de previdência ajuda a engordar os lucros proporcionados por eles. Os gestores têm de equilibrar mensalmente a carteira (no nosso exemplo, em 80% de renda fixa e 20% de renda variável).

Esse rebalanceamento se dá por meio da compra dos ativos que perderam participação percentual na carteira, e venda dos que renderam mais. Quando a bolsa está em baixa, o fundo compra mais ações. Quando ela sobe, é feito o movimento contrário. Trata-se do velho princípio de comprar na baixa para vender na alta e obter lucro.

Esse movimento proporciona um ganho acumulado superior ao que se vê em fundos de renda fixa. Isso porque, sendo a renda fixa a referência para identificar se a renda varável esta cara ou barata, e sendo o gestor obrigado a comprar mais do que ficou barato e vender o que ficou caro, inevitavelmente a média ponderada da carteira puxa os rendimentos para cima dos ganhos da renda fixa. Razão essa que torna os fundos de previdência compostos (com parte da carteira em ações) potencialmente mais vantajosos para os investidores.

Fundos de previdência são a melhor opção? Depende de você!

Agora que você tem um bom entendimento sobre as características dos fundos de previdência, é hora de fazer escolhas inteligentes. O bom investidor é aquele que conhece a si mesmo e sabe quais produtos se encaixam com seus objetivos.

Conforme expliquei acima, os fundos de previdência têm grande potencial de retorno devido ao rebalanceamento mensal da carteira.

Mas será que isso significa que os fundos de previdência sempre serão melhores que os tradicionais fundos de investimento? Não! A rentabilidade em longo prazo, de fato, é maior em fundos de previdência, mas sua estratégia não deve se resumir a isso. Lembre-se sempre de considerar seus planos e objetivos ao determinar os investimentos a serem feitos, e avalie as taxas de administração e de carregamento de seu fundo. Caso você pense em deixar o dinheiro aplicado por um longo período, os fundos de previdência são recomendáveis. Porém, se o seu planejamento depender de uma maior liquidez, um fundo de investimento tradicional deve se adequar melhor.

Faça boas escolhas de investimento

Com base em seus objetivos, é possível traçar um plano de investimentos inteligente. As características dos fundos de previdência são bem particulares, com foco principal no longo prazo. A melhor forma de aperfeiçoar suas escolhas é conhecer ao máximo o que o mercado tem a oferecer. Aproveite e confira as características de diferentes produtos.

Deixe seu comentário 0

Você está a um passo para investir com mais segurança e tranquilidade.
Crie sua conta agora


Preencha com seu nome

Preencha com seu e-mail

Preencha com seu telefone

Está com dúvidas? Entre em contato com a gente!

ENTRE EM CONTATO

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima