Coluna André Bona Finanças

Como ter equilíbrio entre curto e longo prazo nas finanças e nos investimentos

Foco, organização e planejamento financeiro são conceitos que estão intimamente relacionados quando o assunto é finanças pessoais. Fazer investimentos apenas com foco no longo prazo, por exemplo, não é o ideal – é importante sempre buscar o equilíbrio.

Quando você deseja investir, é fundamental aprender a conter a ansiedade para planejar e escolher os melhores investimentos para a sua realidade. Ou seja, poupar e investir precisa fazer sentido para a realização das suas metas e objetivos tanto de curto quanto de longo prazo.

Neste artigo, falarei sobre a relação de equilíbrio entre curto e longo prazo nas finanças e investimentos. Boa leitura!

Investir ou viver o presente?

Um dos pontos mais importantes quando estamos falando de finanças é pensar no futuro. No entanto, muitas pessoas acreditam que poupar dinheiro para realizar algum sonho mais para frente significa não fazer consumos no momento presente.

Naturalmente, isso se torna uma grande dificuldade para as pessoas. Afinal, o que elas tendem a pensar é que precisam trocar um prazer imediato por, talvez, uma situação melhor no futuro. Mas será mesmo que isso é realmente necessário?

Esse tipo de pensamento gera sentimentos e dilemas que são difíceis de conciliar. As pessoas acreditam que, para investir, precisam trocar algo certo e imediato pela possibilidade remota de realizar um objetivo no futuro. Em geral, as questões de curto prazo acabam vencendo.

Veja também a opinião de Gustavo Cerbasi sobre o tema:

E quando apenas o futuro interessa?

Por outro lado, existem aquelas pessoas que levam a ideia do longo prazo além do necessário. Nesses casos, o que ocorre é que elas começam a não viver o presente em função do futuro.

Ou seja, adotam uma atitude muito voltada ao guardar dinheiro, o que ultrapassa o limite de ser saudável. Pode se tornar mesquinharia ou impactar fortemente sua qualidade de vida hoje.

Então tudo o que essas pessoas passam a ver na vida são alternativas de gastar menos e economizar mais. Com isso, elas começam a tomar atitudes que prejudicam o bem-estar no momento presente em nome de guardar dinheiro para o futuro.

É isso que pode fazer com que elas se tornem mesquinhas e totalmente focadas apenas no futuro. O problema é que se ocorrer alguma coisa — como um imprevisto de saúde ou até mesmo se a pessoa vier a falecer — ela nunca poderá usufruir do dinheiro.

Até mesmo se a pessoa conseguir chegar no longo prazo, podem existir problemas. Por exemplo, ela não terá desenvolvido ao longo da vida um equilíbrio mental e emocional para usufruir dos recursos acumulados.

Logo, pode ser que esse tipo de pessoa continue sendo extremamente econômica no futuro. Há o risco de dar mais valor ao dinheiro do que às realizações e experiências que ela pode ter ao longo da vida.

Qual é a importância de equilibrar as finanças?

Como você viu, não é interessante viver apenas o presente sem pensar no futuro. Da mesma forma, viver em função de poupar dinheiro pode fazer com que você deixe de vivenciar experiências únicas hoje.

Nesse sentido, a palavra-chave é buscar o equilíbrio entre a realização dos projetos de longo prazo e de curto prazo. Atitudes simples que você tem no dia a dia já ajudam a ter esse controle, como fugir de endividamento, evitar o parcelamento de compras, entre outras.

É necessário que tudo seja feito dentro das suas possibilidades. Além disso, não se esqueça de determinar um valor que precisa ser poupado com frequência. É aí que o planejamento financeiro entra.

Ele ajuda a definir em quais setores da sua vida você gasta mais dinheiro. Assim, é possível encontrar oportunidades para adaptar as despesas e ter um orçamento mais condizente com a sua realidade.

Confira 6 dicas essenciais para um controle financeiro pessoal eficiente em nosso conteúdo sobre o tema.

Como se dá a questão do equilíbrio nos investimentos?

Outro ponto importante é o equilíbrio de curto, médio e longo prazo nos investimentos. Normalmente, as pessoas que poupam também investem esse dinheiro com o objetivo de usá-lo em algum momento.

Um tipo de uso muito comum é aquele destinado à aposentadoria, visando uma melhor qualidade de vida no futuro — mas ele não é o único. As pessoas também investem para realizar outros sonhos, como fazer uma viagem, comprar uma casa ou realizar diversos projetos.

#DicaBTG: Aprenda a criar uma estratégia financeira para realizar sonhos. Clique aqui.

Então, quando você for investir, é importante tentar equilibrar todos esses pontos. Ou seja, não concentre os investimentos apenas com a finalidade de gastar, porque assim você nunca verá os benefícios dos juros compostos.

A ação dos juros compostos requer tempo. Não adianta uma pessoa ser capaz de poupar sempre se ela também está sempre gastando logo em seguida. É importante que ela saiba como juntar dinheiro para o longo prazo.

Isso significa que é essencial ter um equilíbrio entre poupar e investir. Sempre pensando tanto nos objetivos de curto prazo que quer realizar, quanto nos investimentos que deseja fazer para preservar a qualidade de vida na aposentadoria.

Em resumo, você não deve negligenciar nem a economia e nem os investimentos. É importante sempre equilibrar as duas atitudes para ter uma vida melhor.

Como fazer um planejamento financeiro e traçar objetivos?

Mas afinal, como fazer um planejamento financeiro e traçar objetivos de investimentos de curto, médio e longo prazo? É fundamental criar estratégias para conquistar resultados de acordo com as suas necessidades, como:

  • fazer uma planilha de controle financeiro para analisar suas fontes de receita e descobrir o seu real ganho líquido;
  • anotar todas as suas despesas, sejam elas fixas ou variáveis;
  • separar qual valor você poderá usar para investir mensalmente para alcançar seus objetivos;
  • definir se o cumprimento das suas metas poderá ser feito em curto ou longo prazo
  • escolher os investimentos adequados de acordo com o seu perfil de investidor e com o período para usufruir do dinheiro.

Agora que você sabe que fazer investimentos de longo prazo não o impede de viver o presente e realizar metas de curto prazo, não deixe de investir. Assim como tudo na vida, o equilíbrio é fundamental para ter mais qualidade de vida no futuro e realizar seus sonhos.

Quer começar a investir para ver o seu dinheiro render? Abra a sua conta no BTG Pactual digital e faça seus investimentos com tranquilidade e segurança!

Leia também: Como organizar sua vida financeira? Confira 9 dicas essenciais!

André Bona
Educador financeiro, criador do Blog de Valor – site de educação financeira independente – e possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro tendo auxiliado milhares de investidores a investirem melhor seus recursos.

Posts relacionados

Deixe seu comentário 0

Você está a um passo para investir com mais segurança e tranquilidade.
Crie sua conta agora


Preencha com seu nome

Preencha com seu e-mail

Preencha com seu telefone

Está com dúvidas? Entre em contato com a gente!

ENTRE EM CONTATO

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima