Análises

Invista em uma carteira completa no exterior com apenas 100 reais

Você já deve saber que, desde o final de outubro, não é mais necessário ser um investidor qualificado ou abrir conta em corretora estrangeira para comprar papéis de gigantes como Apple, Amazon, Microsoft, Disney, Tesla, entre muitas outras empresas internacionais que provavelmente fazem parte do seu dia-a-dia.

Isso porque a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) aprovou uma nova regra que permite a qualquer investidor brasileiro comprar os chamados BDRs (Brazilian Depositary Receipts), que nada mais são dos que os recibos negociados na B3 de ativos listados no exterior – em especial no pujante mercado norte-americano.

Com negociação até então restrita a quem possuía R$ 1 milhão em aplicações financeiras ou algumas certificações específicas, agora os BDRs estão acessíveis a todos os investidores pessoa física, que passam a contar com mais uma ótima ferramenta de diversificação.

Pela baixa correlação que possuem com os ativos brasileiros, conservar parte do seu patrimônio alocada em investimentos globais costuma ser bastante eficiente para reduzir a volatilidade e, consequentemente, o risco de sua carteira, algo ainda mais desejável em tempos de incerteza.

Mas para que essa diversificação seja eficiente, é fundamental que a escolha dos BDRs seja feita de forma adequada, geralmente após uma análise minuciosa das empresas e dos mercados nos quais elas atuam. Afinal, uma única surpresa negativa pode comprometer todo o efeito positivo de outros papéis que apresentem a performance esperada.

Não é uma tarefa fácil, especialmente se você não possui tanto conhecimento sobre o assunto. Você não deve, por exemplo, comprar um BDR só para ganhar um lanche, sem antes pesquisar minimamente a situação financeira da companhia em questão.

Se este for seu caso, a primeira dica que eu dou é para sempre basear suas decisões de investimentos em opiniões de especialistas, que são remunerados justamente para dar boas recomendações.

Uma delas certamente é a que eu trago hoje aqui para você em primeira mão.

Recém-ingresso em nossa plataforma, o BTG Pactual Diversified Global Portfolio FIA – BDR Nível I permite que você conquiste a diversificação ideal com ativos internacionais a partir de um único produto.

Trata-se de um fundo inédito no mercado com estratégia de renda variável global, composto por BDRs que têm como lastro as cotas de diversos ETFs estrangeiros – fundos que refletem o desempenho de um determinado índice.

Na prática, ao investir neste fundo, você está comprando uma carteira composta por quinze ativos de diversos setores espalhados pelos EUA, União Europeia, Japão, China, entre outros mercados emergentes.

Vale lembrar que os ETFs são uma ótima oportunidade para quem deseja começar a investir – e lucrar – no exterior mesmo sem ter tanta experiência no mercado, na medida em que são produtos construídos e administrados por especialistas.

No caso do BTG Pactual Diversified Global Portfolio FIA – BDR Nível I, você ainda conta com a gestão ativa da nossa Asset, que acompanha diariamente a performance de cada um dos ativos que compõem o fundo e pode optar por um rebalanceamento da carteira quando julgar necessário.

Levando em consideração o portfólio atual, simulamos a performance que o fundo teria nos últimos cinco anos, caso ele já existisse. Conforme o gráfico abaixo, ele teria entregado um retorno anualizado de 16,4%, quase 3 pontos percentuais acima dos 13,9% ao ano do MSCI All Countries, principal índice de referência.

Em tempos de Selic na mínima histórica e juros zerados ou negativos em boa parte dos países desenvolvidos, 16,4% ao ano é um retorno extremamente atrativo, sobretudo pelo perfil do produto que naturalmente acaba mitigando muitos dos riscos da renda variável.

Agora, a melhor notícia…

O BTG Pactual Diversified Global Portfolio FIA – BDR Nível I já encontra-se disponível na seção de fundos em nossa plataforma a partir de uma aplicação mínima de apenas 100 reais!

Estou falando de um produto revolucionário, sofisticado e totalmente acessível a todos os clientes do BTG Pactual digital.

Para investir, basta clicar aqui e você será direcionado para o link do fundo em nossa plataforma.

Em caso de dúvidas ou para mais esclarecimentos, entre em contato com seu assessor de investimentos.

Gabriel Casonato

Gabriel Casonato:

Formado em Administração com habilitação em Comércio Exterior pela Universidade Mackenzie, Gabriel Casonato foi sócio da maior publicadora de conteúdos de investimentos do Brasil. Hoje, é analista CNPI do BTG Pactual digital.

Deixe seu comentário 0

O Grupo BTG Pactual (“BTG Pactual”) não fornece opiniões jurídicas ou tributárias. Sendo assim, essa apresentação não constitui aconselhamento legal de qualquer natureza. Essa apresentação é um breve resumo de cunho meramente informativo, não configurando análise de valores mobiliários nos termos da Instrução CVM Nº 598, de 03 de maio de 2018, e não tendo como objetivo a consultoria, oferta, solicitação de oferta e/ou recomendação para a compra ou venda de qualquer investimento e/ou produto específico. Embora as informações e opiniões expressas aqui tenham sido obtidas de fontes confiáveis e fidedignas, nenhuma garantia ou responsabilidade, expressa ou implícita é feita a respeito da exatidão, fidelidade e/ou totalidade das informações. Todas as informações, opiniões e valores eventualmente indicados estão sujeitos à alteração sem prévio aviso. Ressaltamos também, que as opiniões expressas neste material refletem a opinião do respectivo profissional convidado e não necessariamente expressam a opinião do BTG Pactual, não devendo ser tratadas como tal. As informações contidas nesta apresentação não podem ser consideradas como única fonte de informações no processo decisório do investidor, que, antes de tomar qualquer decisão, deverá realizar uma avaliação minuciosa do produto e respectivos riscos, face aos seus objetivos pessoais e ao seu perfil de risco ("Suitability"). Para maiores informações, acesse www.btgpactualdigital.com

Os riscos da operação com títulos de renda fixa (CDB, LCI e LCA) estão na capacidade de o emissor honrar a dívida; na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo; e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores. É importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil reais por CPF e por instituição financeira, considerando o limite de garantia de R$ 1 milhão para cada período de quatro anos.

FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. E recomendada a leitura cuidadosa do Formulário de Informações Complementares e Regulamento do Fundo de Investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos.

Ressaltamos que as opiniões e projeções referente COE, aqui apresentadas representam a opinião da área Structured Products do BTG Pactual, mas não necessariamente a opinião institucional do BTG Pactual, podendo o BTG Pactual, suas subsidiárias e/ou seus empregados podem, eventualmente, possuir uma posição comprada ou vendida, atuar em nome próprio e/ou como coordenador ou agente em operações envolvendo ações ou demais investimentos relevantes. COE NÃO CONTA COM GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA.

Os regulamentos completos dos Planos de Previdência da BTG Pactual Vida e Previdência S/A deverão ser lidos previamente a sua contratação. Os direitos e obrigações das partes estão definidos na Proposta e nos Regulamentos do plano contratado. É recomendada a leitura cuidadosa do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. O registro do plano na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação de comercialização. O Participante/Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF. BTG Pactual Vida e Previdência S/A - CNPJ: 19.449.767/0001-20. Processos SUSEP PGBL: 15414.901924/2014-44 e VGBL: 15414.901922/2014-55.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar seus recursos. Os investidores devem estar preparados para aceitar os riscos inerentes aos diversos mercados em que os fundos atuam e, consequentemente, possíveis variações no patrimônio investido. Os produtos e serviços aqui mencionados podem não estar disponíveis em todas as jurisdições ou para determinadas categorias de investidores. Adicionalmente, a legislação e regulamentação de proteção a investidores de determinadas jurisdições/países, pode não se aplicar a produtos e serviços registrados em outras jurisdições/países, sujeitos à legislação e regulamentação respectivamente aplicáveis, além de previsões contratuais específicas.

Anbima Anbima