Resumo Macro - 13/03/2018

Os principais eventos da semana passada ficaram por conta da divulgação da produção industrial de janeiro e da inflação medida pelo IPCA de fevereiro, ambos divulgados pelo IBGE.

Do lado da atividade, houve queda acentuada na produção industrial de janeiro (-2,4% m/m) – o número fraco no primeiro mês do ano era antecipado pelo mercado, compensou apenas parcialmente a alta de 3,1% de dezembro e não foi suficiente para desfazer a tendência positiva que vem sendo observada no setor. Ressaltamos que a produção industrial vem se recuperando desde o final de 2016, e o resultado fraco de janeiro não alterou essa leitura. Finalmente, continuamos observando sinais de que a economia como um todo está gradualmente se recuperando e deve continuar sendo favorecida pela flexibilização monetária, a melhora na situação financeira das famílias e – em medida ainda incerta – pela agenda de reformas do governo.

No âmbito inflacionário, o IPCA de fevereiro (0,32% m/m) registrou o menor patamar para o mês em 18 anos, recuando para 2,84% a/a (ante 2,86% a/a em janeiro) no acumulado em 12 meses e ficando bem abaixo do registrado no mesmo período do ano anterior (4,76% a/a). Destacamos que tanto a inflação da alimentação no domicílio quanto a inflação de serviços têm registrado um comportamento mais benigno do que o esperado nas divulgações mais recentes do IPCA, configurando um cenário inflacionário melhor do que o antecipado nesse início de ano.

Deixe seu comentário 0